Aguarde...

Genealogia Pernambucana

Famílias Sertanejas

Genealogia de famílias do sertão nordestino

Genealogia Pernambucana

Famílias Sertanejas

Famílias Sertanejas

Genealogia de famílias do sertão nordestino

Relatório de Descendentes

Relatório de Descendentes

Constância Pereira da Silva
2 gerações (Netos)
Atenção!
Relatórios com mais de 3 gerações (bisnetos) podem demorar alguns minutos para concluir, dependendo da quantidade de descendentes.
Aguarde! Relatório em preparação...
  • Constância Pereira da Silva1 [#13409] (filha de Aureliano Pereira Valões e Maria José Pereira da Silva). Com Manoel Pereira da Silva e Sá (filho de Francisco Pereira da Silva e Ana Joana Batista), Major.

    Notas sobre Manoel Pereira da Silva e Sá: (Manoel da Passagem do Meio).

    1. Filhos:
    2. F.1 - Manoel Pereira da Silva Filho
    3. F.2 - João Pereira da Silva
    4. F.3 - José Pereira da Silva
    5. F.4 - Joaquim Aureliano Pereira da Silva
    6. F.5 - Aureliano Pereira da Silva
    7. F.6 - Antônio Pereira da Silva Barros
    8. F.7 - Sebastião Pereira da Silva
    • F.1 - Manoel Pereira da Silva Filho2 [#13410] {Constância1}. Casou-se com Maria Pereira de Aguiar (filha de Sebastião Pereira de Aguiar e Luzia Pereira da Silva).

      Notas sobre Manoel Pereira da Silva Filho: (Né Pereira ou Né Dadu). Após o assassinato do tio, Padre Pereira, ele tomou pra si o intuito de realizar as vinganças contra a família Carvalho. Nisso, formou um bando de cangaceiros que ocasionalmente atacavam as fazendas Umburana, Piranhas e Varzea do Ú. Por ser protegido pelo seu padrinho, coronel Antônio Pereira, Né Pereira sofreu dura perseguição da polícia pernambucana que mandou para a região diversos oficias para apaziguar a famosa questão nordestina. Em 16 de outubro de 1916, na Fazenda Serrinha, em Serra Talhada (PE), Né Pereira foi assassinado a traição enquanto dormia por um de seus cabras, de nome Zé Grande (Palmeira). Movido por vingança, seu irmão mais novo, Sebastião Pereira e Silva (Sinhô Pereira), acompanhado do primo Luiz Padre, formaram um bando de cangaceiros que durante 5 anos (1917/1922) reinaram no cangaço nordestino até que foram embora do Nordeste. (Fonte: Vila Bela, os Pereiras e Outras Histórias, pag. 307, Luis Wilson).

      1. Filhos:
      2. N.1.1 - Francisco Diassis Pereira
      • N.1.1 - Francisco Diassis Pereira3 [#60995] {Constância1 -> Manoel2}.

        Notas sobre Francisco Diassis Pereira: (Diassis). Solteiro, faleceu no Ceará de febre. Por conta da Contenda Carvalho/Pereia, foi perseguido pelos Carvalhos e passou por uma tentativa de sequestro.

    • F.2 - João Pereira da Silva2 [#13411] {Constância1}. Casou-se com Úrsula Pereira de Sá (N.6.1) (filha de Antônio Pereira da Silva Barros e Ana Nogueira da Silva Barros).

      Notas sobre Úrsula Pereira de Sá: Veja família de N.6.1

      1. Filhos:
      2. N.2.1 - Otília Pereira de Sá
      3. N.2.2 - Ana Pereira de Serra
      4. N.2.3 - Constância Pereira de Sá
      5. N.2.4 - Aderita Pereira de Lucena
      6. N.2.5 - Maria Pereira de Sá
      7. N.2.6 - Maria Leal Pereira Marins
      8. N.2.7 - Maria Alice Pereira de Sá
      9. N.2.8 - Laurita Pereira de Sá
    • F.3 - José Pereira da Silva2 [#17814] {Constância1}. Com Virtuosa Pereira da Silva (filha de Deodato Pereira da Silva e Filadélfia Pereira da Silva).

      Notas sobre José Pereira da Silva: (Zé Menino).

      Notas sobre Virtuosa Pereira da Silva: (Filó).

    • F.4 - Joaquim Aureliano Pereira da Silva2 [#13413] {Constância1}. Casou-se com Maria José Bizarria de Araújo (filha de Manoel Bizarria Feitosa e Joaquina Pereira de Araújo).

      Notas sobre Joaquim Aureliano Pereira da Silva: Foi para Minas Gerais morar com o irmão Sinhô Pereira. Morou em Patos de Minas e em Lagoa Grande.

      Notas sobre Maria José Bizarria de Araújo: (Lica).

      1. Filhos:
      2. N.4.1 - Abderraman
      3. N.4.2 - Elizabeth
      4. N.4.3 - Adauto Araújo
      5. N.4.4 - Doralice Araujo Chaves
      6. N.4.5 - Rossilda
      7. N.4.6 - Audery Araújo
      • N.4.1 - Abderraman3 [#58471] {Constância1 -> Joaquim2}.
      • N.4.2 - Elizabeth3 [#58472] {Constância1 -> Joaquim2}, . Casou-se com Raul Sausmikat.
        1. Filhos:
        2. B.4.2.1 - Raul
        3. B.4.2.2 - Carlos
        4. B.4.2.3 - Wagner
        5. B.4.2.4 - Marisa
      • N.4.3 - Adauto Araújo3 [#58473] {Constância1 -> Joaquim2}. Casou-se com Teresa Cambrone Araujo.
        1. Filhos:
        2. B.4.3.1 - Alberto
        3. B.4.3.2 - Euclides
        4. B.4.3.3 - Isa
        5. B.4.3.4 - Tereza
        6. B.4.3.5 - Adausa
      • N.4.4 - Doralice Araujo Chaves3 [#58474] {Constância1 -> Joaquim2}, 25-03-1914, em Fazenda São Francisco, Serra Talhada, Pernambuco, Brasil, 17-06-1998, em Recife, Pernambuco, Brasil, com 84 anos, 2 meses e 23 dias de idade. Casou-se com Nicolson Machado Chaves (filho de Quintino Machado Chaves e Maria Antonieta Linhares), 27-04-1924, em Sabará, Minas Gerais, Brasil, 19-12-2006, em Recife, Pernambuco, Brasil, com 82 anos, 7 meses e 22 dias de idade.
        1. Filhos:
        2. B.4.4.1 - Doralice
        3. B.4.4.2 - Nicolson
        4. B.4.4.3 - Daisy de Araujo Chaves Guimarães Pimentel
      • N.4.5 - Rossilda3 [#58475] {Constância1 -> Joaquim2}, . Casou-se com Iolanda Orico.
      • N.4.6 - Audery Araújo3 [#58476] {Constância1 -> Joaquim2}, 02-11-1927, em Patos, Minas Gerais, Brasil, 31-01-1991, com 63 anos, 2 meses e 29 dias de idade. Casou-se com Maria José de Araújo (filha de Antônio Alves Ferreira e Maria Almerinda de Jesus), 25-01-1931, em São Gotardo, Minas Gerais, Brasil, 25-10-1996, com 65 anos e 9 meses de idade.

        Notas sobre Maria José de Araújo: (Zizinha).

        1. Filhos:
        2. B.4.6.1 - Edgar Araújo
        3. B.4.6.2 - Roberto Wagner Araújo
        4. B.4.6.3 - Márcia Araújo
        5. B.4.6.4 - Fernando Carlos Araújo
        6. B.4.6.5 - Ronaldo Araújo
        7. B.4.6.6 - Paulo César Araújo
        8. B.4.6.7 - Vera Lúcia de Araújo
    • F.5 - Aureliano Pereira da Silva2 [#13414] {Constância1}.
    • F.6 - Antônio Pereira da Silva Barros2 [#17882] {Constância1}. Casou-se com Ana Nogueira da Silva Barros (filha de José Barbosa Nogueira e Claudiana Maria das Virgens), 1864.

      Notas sobre Antônio Pereira da Silva Barros: (Antônio da Passagem do Meio).

      1. Filhos:
      2. N.6.1 - Úrsula Pereira de Sá
      3. N.6.2 - Cícero Pereira da Silva
      4. N.6.3 - Augusto Pereira da Silva
      5. N.6.4 - Maria Pereira de Sá
      6. N.6.5 - José Pereira da Silva
      • N.6.1 - Úrsula Pereira de Sá3 [#17874] {Constância1 -> Antônio2}. Casou-se com João Pereira da Silva (F.2) (filho de Manoel Pereira da Silva e Sá e Constância Pereira da Silva).

        Notas sobre Úrsula Pereira de Sá: Sobrinha de seu marido.

        1. Filhos:
        2. Veja filhos de: F.2 (+8)
      • N.6.2 - Cícero Pereira da Silva3 [#58340] {Constância1 -> Antônio2}. Casou-se com Maria Nogueira da Silva (filha de Venâncio Barbosa Nogueira e Eva Nogueira da Silva).

        Notas sobre Cícero Pereira da Silva: (Cícero Toinho da Passagem do Meio).

        1. Filhos:
        2. B.6.2.1 - Ana Pereira de Barros
        3. B.6.2.2 - Bartolomeu Pereira Nogueira
        4. B.6.2.3 - Afonso Pereira da Silva
        5. B.6.2.4 - Zenilda Pereira da Silva
        6. B.6.2.5 - Antônio Pereira da Silva
        7. B.6.2.6 - Adaísa Pereira da Silva
        8. B.6.2.7 - Eronides Pereira da Silva
        9. B.6.2.8 - Zilda Pereira da Silva Diniz
      • N.6.3 - Augusto Pereira da Silva3 [#58272] {Constância1 -> Antônio2}. Casou-se com Maria Ursulina de Barros (filha de José Pereira da Silva e Sá e Manuela Benigna de Barros).

        Notas sobre Augusto Pereira da Silva: (Augusto do 28).

        Notas sobre Maria Ursulina de Barros: (Mariquinha).

        1. Filhos:
        2. B.6.3.1 - Antônio Pereira da Silva
        3. B.6.3.2 - Benedita Pereira da Silva
        4. B.6.3.3 - Ana Maria Pereira de Sá Nogueira
        5. B.6.3.4 - Quitéria
        6. B.6.3.5 - Marceliano Pereira da Silva
        7. B.6.3.6 - Verônica Pereira Valões
        8. B.6.3.7 - Manoel Pereira da Silva
        9. B.6.3.8 - José Pereira da Silva
      • N.6.4 - Maria Pereira de Sá3 [#58396] {Constância1 -> Antônio2}, 1878. Casou-se, em 27-02-1897, com Ezequiel Pereira da Silva (filho de Manoel Pereira da Silva e Sá e Úrsula Alves de Barros), 1872.

        Notas sobre Ezequiel Pereira da Silva: Da Fazenda Preces.

        1. Filhos:
        2. B.6.4.1 - Maria Pereira de Barros
        3. B.6.4.2 - Antônio
      • N.6.5 - José Pereira da Silva3 [#58395] {Constância1 -> Antônio2}, 1893, em Fazenda Passagem do Meio, Serra Talhada, Pernambuco, Brasil, 12-03-1977, com aproximadamente 84 anos de idade. Casou-se com Euvira Nogueira de Barros (filha de João Barbosa Nogueira e Benvenuta Pereira Nogueira), 1894, 04-02-1967, com aproximadamente 73 anos de idade.

        Notas sobre José Pereira da Silva: (Dé Toinho).

        1. Filhos:
        2. B.6.5.1 - Antônio Pereira Neto
        3. B.6.5.2 - Luíza Euvira Pereira
        4. B.6.5.3 - Ana Pereira da Silva
        5. B.6.5.4 - João Pereira de Sá
    • F.7 - Sebastião Pereira da Silva2 [#13415] {Constância1}, 20-01-1896, em Vila Bela, Pernambuco, Brasil, 21-08-1979, em Lagoa Grande, Minas Gerais, Brasil, com 83 anos, 7 meses e 1 dia de idade. Com Alina Araújo.

      Notas sobre Sebastião Pereira da Silva: (Sinhô Pereira). O caçula de 22 irmãos. Entrou para o cangaço, com a aquiescência da família, no ano de 1916, após a morte do irmão NÉ DADU. Formou bando para executar vindita contra alguns membros da família Carvalho. Foi um dos maiores expoentes na história do cangaço. Abandonou a luta no ano de 1922, indo para Goiás, deixando o bando na chefia de Lampião. (por Jorge Remígio). Em entrevista dada a Luiz Conrado de Lorena e Sá, em 1971, respondendo à pergunda "Por que Virgulino Ferreira da Silva ganhou o apelido de Lampião?", Sinhô Pereira respondeu: "Num combate, à noite, na fazenda Quixaba, o nosso companheiro Dé Araújo comentou que a boca do rifle de Virgulino mais parecia um lampião. Eu reclamei, dizendo que munição era adquirida a duras penas. Desse episódio resultou o Lampião que aterrorizou o Nordeste.". Dé Araújo era o apelido de Manoel Cavalcanti de Araújo (ou Rodrigo de Souza Nogueira, nome que adotou ao sair do cangaço), filho de João Antônio de Souza Araújo e Pacífica Benvinda Cavalcanti de Albuquerque. Sinhô Pereira foi considerado o maior inimigo dos Carvalhos. Era conhecido em Lagoa Grande-MG, como Francisco Maranhão e Chico Maranhão. Viveu maritalmente com Alina Araújo.

      Notas sobre Alina Araújo: De Jati-CE.

      1. Filhos:
      2. N.7.1 - Severino Araújo e Silva
      • N.7.1 - Severino Araújo e Silva3 [#66975] {Constância1 -> Sebastião2}. Casou-se com Maria de Lourdes Silva.
        1. Filhos:
        2. B.7.1.1 - Dora Araújo Borges
        3. B.7.1.2 - Dália Araújo Borges
        4. B.7.1.3 - Palmari Araújo Borges
        5. B.7.1.4 - Deny Araújo Borges
        6. B.7.1.5 - Dulce Araújo Borges
        7. B.7.1.6 - Antônia Araújo Borges
Nomenclatura:
∈ - Indica que a pessoa teve relacionamentos (casamento ou não), com ou sem filhos.
✟ - Indica que a pessoa já é falecida.
Gerações Pessoas Casamentos Pessoas c.c/outros Descendentes
Filhos761
Netos21160
Bisnetos59--
Totais 87 22 1

Atenção! Relatórios com muitas gerações podem gerar uma grande quantidade de dados e não executar corretamente. Se esta mensagem aparecer no final do relatório, então está completo.

Localidade
Nossos Patrocinadores
Outros Arquivos Genealógicos
Links
  • Brother's Keeper
    O melhor programa para registro de dados genealógicos, usado por mim desde o início deste trabalho.
  • Família Coelho Rodrigues
    Site dos descendentes de Valério Coelho Rodrigues, com sua história, descendentes e muitas outras informações.
  • Uma organização internacional sem fins lucrativos que oferece ferramentas gratuitas para ajudá-lo a descobrir sua genealogia. Muitas pessoas aqui neste site já possuem links para seus registros no Family Search.
  • Colégio Brasileiro de Genealogia
    Deseja pesquisar mais sobre sua família e não sabe como fazer? Aqui você vai encontrar dicas importantes.
  • Arquivo Nacional
  • My Heritage
  • Ancestry
  • Geneall
  • Geneanet
  • Geni

Nome Memorizado
Nenhum nome memorizado.
Dados do arquivo
Data: Domingo, 25-9-2022 7:48 GMT - DB1
Pessoas: 108.857
Famílias: 34.582
Contato
Site desenvolvido por
Magno José de Sá Araujo
genealogia.pernambucana@gmail.com