Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Sábado, 10-4-2021  

Manoel da Mota e Sá

Gráfico dos Ancestrais | Gráfico 5 gerações | Ancestrais | Descendentes | Memorizar | Parentesco | Corrigir
Nome:  Manoel da Mota e Sá (#8165)
Nascimento:  em: 
Idade: 
Pai:  José da Mota e Silva Filho
Mãe:  Isabel de Sá
Notas:  (Neco Mota).

Filhos com
Nome:  Ana Rosenda de Assunção Barros (#7277)
Nascimento:  23-05-1863 em: 
Falecimento:  1933 em: 
Idade:  Aproximadamente 70 anos, em 1933.
Pai:  Martinho Lopes Diniz
Mãe:  Maria Águida Diniz
Notas:  (Sia Nô).

1º Filho:  Joaquim da Mota e Sá (#9050)
Nascimento:  em: 
Idade: 
Notas:  (Quincas Mota).

2º Filho:  Martinho da Mota e Sá (#9052)
Nascimento:  em: 
Idade: 

3ª Filha:  Antônia da Mota e Sá (#9053)
Nascimento:  em: 
Idade: 

4ª Filha:  Maria Santina da Mota e Sá (#17636)
Nascimento:  em: 
Idade: 
Notas:  Solteira. Conhecida como Santa.

5º Filho:  José da Mota e Sá (#54214)
Nascimento:  em: 
Idade: 
Notas:  (Cazuza).

Filhos com
Nome:  Antonia Águida da Conceição (#54204)
Nascimento:  em: 
Idade: 
Pai:  Antônio Clementino de Carvalho
Notas:  Sua mãe, segundo se sabe, era uma moradora dos Icós, viúva de um homem que havia sido assassinado. Ela já tinha 3 filhas do primeiro casamento quando conheceu Quelé. Fonte: Atalícia da Luz.

6º Filho:  José Agra dos Santos (#54205)
Nascimento:  26-11-1910 em: 
Falecimento:  27-12-2003 em: 
Idade:  93 anos, 1 mês e 1 dia, em 27-12-2003.
Notas:  Casou-se no religioso, aos 19 anos, com Argentina. O casamento civil foi por volta dos anos 47. Nesta ocasião, do registro em cartório, ele adotou oficialmente o sobrenome Santos, que até onde se sabe, não é um sobrenome da família.

Com 19 dias de nascido, foi enviado junto com a mãe, Antonia, para o sitio da irmã do Neco Mota, Maria (Cota). Antonia passou a trabalhar na casa, como costureira e talvez fizesse outros serviços. Mais tarde, ela conheceu um homem chamado Mariano, vindo a casar-se com ele. Porém ela não levou José Agra, por certo achando que seria melhor ele ser criado pela tia.

Assim, ele foi criado pela Madrinha/tia, Maria(Cota) e cresceu trabalhando ali na propriedade praticando os serviços da lavoura etc. A sua mãe biológica, Antonia, morreu quando ele tinha mais ou menos 13 ou 14 anos, deixando 3 filhas pequenas que ela teve com o Sr. Mariano, que ficaram aos cuidados de uma senhora que ele chamava de mãe Agostinha, e que ele gostava muito porque cuidava bem das irmãzinhas dele.

Quando já era moço, a sua mãe adotiva adoeceu. Mas antes dela falecer, percebeu que ele se interessava pela Argentina, filha da Comadre dela (Lina Hipólito). Então, chamou a comadre e explicou a situação, perguntando se quando ela não fosse mais viva, e fosse da vontade dos dois, se ela fazia o casamento, ela respondeu que sim.

Fonte: Atalícia Viana.

  • É possível saber as relações de parentesco entre duas pessoas quaisquer deste site. Para isso, é necessário memorizar o nome de uma das pessoas e seguir as instruções seguintes:
  • No momento, não há nenhum nome memorizado.
  • Para memorizar o nome de Manoel da Mota e Sá, clique aqui.
  • Você pode também memorizar e verificar o parentesco clicando em Memorizar e Parentesco na barra de menus.

 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo