Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Terça-Feira, 7-7-2020  

Manoel Ramos de Barros

Gráfico dos Ancestrais | Gráfico 5 gerações | Ancestrais | Descendentes | Memorizar | Parentesco | Corrigir
Nome:  Manoel Ramos de Barros (#9107)
Nascimento:  09-07-1909 em:  Fazenda Buqueirão, Distrito de Bom Nome, São José do Belmonte, PE
Falecimento:  23-01-1994 em:  Araripina, PE
Idade:  84 anos, 6 meses e 14 dias, em 23-01-1994.
Profissão:  Político
Pai:  Francisco Ramos Nogueira
Mãe:  Maria Santina de Barros
Notas:  Era conhecido por "Seu Né Ramos".
Aos 3 anos, perdeu a mãe, que faleceu de parto. Foi morar com um tio, Cassiano Rodrigues, em Bodocó-PE, em 1919, (ano do segundo casamento do seu pai, com Antônia Muniz Soares, de Salgueiro).
Em princípios do ano de 1921, quando já cursava o 2º ano primário, voltou para a companhia do pai, que já morava em Ouricuri-PE.
Em 1922, o Capitão Chico Ramos, como era conhecido seu pai, estabeleceu-se em São Gonçalo com uma casa de tecidos, em sociedade com os seus cunhados Francisco e José Carlos Muniz. Seu Né veio para São Gonçalo, a cavalo, na companhia de Leopoldo, gastando 4 dias na viagem. Aqui, à falta de professor, deixou de estudar, passando a ajudar o seu pai, na loja.
Em 1929, já era Secretário do Conselho Municipal.
Foi tesoureiro e secretário da Prefeitura, na administração de Francisco da Rosa Muniz, seu futuro sogro.
Do Partido Social Democrático (PSD), foi três vezes prefeito de Araripina (1938-1940, 1948-1952 e 1959-1963 e vice-prefeito de 1955/1958).
Exerceu o cargo de prefeito (1ª vez) nomeado, no período de 1938/1940. Assumiu a prefeitura a 2ª vez em 1948/1952, sendo o primeiro prefeito constitucional, após a queda de Getúlio Vargas. Voltaria novamente à Prefeitura (3ª vez), no período de 1959/1963.
Aposentou-se por implemento de idade, em 1979, no cargo de Escrivão, Tabelião e Oficial do Registro de Imóveis da Comarca de Araripina-PE.
É o pai do Ex-Governador de Pernambuco José Muniz Ramos.
O seu falecimento foi informado em 27-01-1994 ao Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais em Araripina-PE, e consta no Livro Óbitos Jan/1993 a Set/1996, folha 58-verso, sob o lançamento de n°. 2663.
O sepultamento foi no Cemitério do Iracema, no Bairro Alto da Boa Vista em Araripina-PE.

Filhos com
Nome:  Maria de Lurdes Muniz Ramos (#11882)
Nascimento:  06-08-1914 em:  Ouricuri, PE
Idade:  105 anos, 11 meses e 1 dia, em 07-07-2020.
Casamento:  24-07-1935 em:  Araripina, PE
Pai:  Francisco da Rosa Muniz
Mãe:  Belmira Granja Muniz

1º Filho:  João Ramos de Barros (#11884)
Nascimento:  23-06-1935 em:  Simões, PI
Falecimento:  27-02-1991 em:  Recife, PE
Idade:  55 anos, 8 meses e 4 dias, em 27-02-1991.
Notas:  João Ramos casou com Eunice, no Cartório de Registros Civis de Araripina-PE no dia 06/06/1965, na presença do Juiz Dr. Aurélio Muniz Freire e do Escrivão Oficial Décio Rodrigues da Silva.

2º Filho:  Francisco Ranilson Muniz Ramos (#18791)
Nascimento:  08-02-1937 em:  São Gonçalo, atual Araripina, PE
Idade:  83 anos, 4 meses e 29 dias, em 07-07-2020.
Notas:  Foi batizado pelo Padre Luiz Gonzaga em 29/03/1937 e o Registro encontra-se no Livro de Batismo 08, 1935-1937 na página 172-verso, sob o nº 134. Seus padrinhos foram Francisco da Rosa Muniz e Belmira Granja Muniz.

3º Filho:  José Muniz Ramos (#11883)
Nascimento:  22-09-1939 em:  Araripina, PE
Idade:  80 anos, 9 meses e 15 dias, em 07-07-2020.
Profissão:  Político
Notas:  O pai, do Partido Social Democrático (PSD), foi duas vezes prefeito de Araripina (1948-1952 e 1958-1962). Os tios, Sebastião Muniz Falcão e Djalma Falcão, foram respectivamente governador de Alagoas (1955-1960) e deputado federal (1982-1986) e senador (1998-).
No governo Muniz Falcão, José Muniz Ramos desempenhou diversos cargos administrativos. Secretário do Departamento de Assistência Social do Estado (1960-1962), e delegado do Instituto do Açúcar e do Álcool (1963), transferiu-se para a secretaria geral da Prefeitura Municipal de Maceió (1964), tornando-se secretário do Tribunal de Contas de Alagoas (1965).
Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal de Alagoas (1966), chefiou a assessoria jurídica do Complexo Industrial Clementino Coelho, em Petrolina (1967-1969). Gerente das Indústrias Coelho S.A. (1969-1970), elegeu-se deputado estadual na legenda da Aliança Renovadora Nacional (Arena), assumindo o cargo em fevereiro do ano seguinte. Titular da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça, reelegeu-se em 1974. No exercício do seu segundo mandato fez parte da Comissão de Administração Pública da Assembléia Legislativa e exerceu a vice-liderança da bancada. Em 1975, a convite do Departamento de Estado norte-americano, participou de vários simpósios sobre estudos políticos.
Conquistou seu terceiro mandato em 1978, e com a extinção do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reformulação partidária, filiou-se ao Partido Democrático Social (PDS), sucessor da Arena. Líder do governo e depois presidente da Assembleia Legislativa, em maio de 1982 foi empossado no governo de Pernambuco, quando o governador Marco Maciel e o vice-governador Roberto Magalhães se desincompatibilizaram para concorrer a uma cadeira no Senado e ao governo do estado. José Muniz Ramos permaneceu à frente do Executivo estadual até 15 de março de 1983, transferindo o cargo para Roberto Magalhães.
Presidente do Banco de Desenvolvimento de Pernambuco (1985-1986), candidatou-se pela legenda do Partido da Frente Liberal (PFL) a vice-governador, na chapa encabeçada por José Múcio Monteiro. Embora contando com o apoio de 120 dos 167 prefeitos pernambucanos e de políticos da expressão de Marco Maciel, que então ocupava o cargo de ministro-chefe do Gabinete Civil da Presidência da República, José Múcio foi derrotado nas eleições de novembro de 1985 pelo candidato do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), o ex-governador e deputado federal Miguel Arrais.
Em outubro de 1990, José Ramos Muniz candidatou-se novamente a deputado estadual, ainda na legenda do PFL, obtendo uma suplência. Exerceu o mandato de abril de 1991 a junho de 1992, período em que ocupou a liderança do governo Joaquim Francisco (1991-1995). Secretário do diretório regional do PFL, não disputou mais nenhum cargo eletivo.
Em agosto de 1999 foi nomeado para o conselho de administração da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF). Dois anos depois, assumiu a superintendência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em Pernambuco.
Filou-se ao Democratas (DEM), de Pernambuco, legenda que substituiu o PFL, no início de 2007.
Casado com Maria do Socorro Nogueira Muniz Ramos, teve três filhos.
FONTES: Globo (15/5/82), INF. BIOG. (11/11/99); Jornal do Commercio Online (http://www2.uol.com.br/JC; acessado em 30/11/2009); Portal do Democratas Pernambuco (http://www.msitedesign.com.br/democratas/inicio.html; acessado em 30/11/2009).

4ª Filha:  Maria Lusanira Muniz Ramos (#18792)
Nascimento:  15-05-1942 em:  Araripina, PE
Falecimento:  15-07-1995 em:  Araripina, PE
Idade:  53 anos e 2 meses, em 15-07-1995.
Profissão:  Professora

5ª Filha:  Maria Ramos Muniz (#18793)
Nascimento:  11-12-1944 em:  Araripina, PE
Idade:  75 anos, 6 meses e 26 dias, em 07-07-2020.
Profissão:  Professora
Notas:  Foi batizada pelo Padre Luiz Gonzaga em 19/01/1945. O Registro encontra-se no Livro de Batismo 12, 1943-1945 na página 173-verso, sob o nº 35. Seus padrinhos foram Pedro Luiz Freire e Adelaide Bezerra.
Está separada atualmente.

6ª Filha:  Manoelita Muniz Ramos (#18804)
Nascimento:  20-01-1947 em:  Araripina, PE
Idade:  73 anos, 5 meses e 17 dias, em 07-07-2020.
Profissão:  Professora

7ª Filha:  Maria das Graças Muniz Ramos (#18794)
Nascimento:  19-06-1948 em:  Araripina, PE
Idade:  72 anos e 18 dias, em 07-07-2020.

8ª Filha:  Maria de Fátima Muniz Ramos (#18805)
Nascimento:  em: 
Idade: 

  • É possível saber as relações de parentesco entre duas pessoas quaisquer deste site. Para isso, é necessário memorizar o nome de uma das pessoas e seguir as instruções seguintes:
  • No momento, não há nenhum nome memorizado.
  • Para memorizar o nome de Manoel Ramos de Barros, clique aqui.
  • Você pode também memorizar e verificar o parentesco clicando em Memorizar e Parentesco na barra de menus.

 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo