Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Sábado, 10-4-2021  

Relação dos Ancestrais de
Carolina Maria de Sá

1 - Carolina Maria de Sá - (filha de 2 - Joaquim Domingos e 3 - Maria Carolina de Sá)

Pais

2 - Joaquim Domingos - (filho de 4 - Domingos Antônio e 5 - Antônia Menezes)
3 - Maria Carolina de Sá - (filha de 6 - Cipriano Gomes de Sá Leal e 7 - Carolina Maria da Glória) (Baía).

Avós

4 - Domingos Antônio
5 - Antônia Menezes - (filha de 10 - João Telles de Menezes e 11 - Ana Gomes de Sá Fonseca) (Antoninha).
6 - Cipriano Gomes de Sá Leal - (filho de 12 - Francisco da Silva Leal Filho e 13 - Quitéria)
7 - Carolina Maria da Glória - (filha de 14 - Gonçalo da Fonseca e Sá e 15 - Joana Francisca da Silva)

Bisavós

10 - João Telles de Menezes - (filho de 20 - Capitão Telles de Menezes)
11 - Ana Gomes de Sá Fonseca - (filha de 22 - José da Fonseca e 23 - Quitéria Maria)
12 - Francisco da Silva Leal Filho - (filho de 24 - Francisco da Silva Leal e 25 - Antônia)
13 - Quitéria Da família Fonseca.
14 - Gonçalo da Fonseca e Sá (*1797, +1871) - (filho de 28 - José da Fonseca e 29 - Quitéria Maria) Conhecido como Gonçalinho.
15 - Joana Francisca da Silva (*1801, +1880) - (filha de 30 - Francisco da Silva Leal e 31 - Antônia)

Trisavós

20 - Capitão Telles de Menezes
22 - José da Fonseca Era irmão de Antônio da Fonseca que casou na Bahia, deixando a família Fonseca de Rodelas e adjacências.
23 - Quitéria Maria - (filha de 46 - Anacleto Gomes de Sá e 47 - Joana)
24 - Francisco da Silva Leal (*1760, +1826) - (filho de 48 - Joaquim de Almeida da Silva Leal e 49 - Maria da Silva)
25 - Antônia - (filha de 50 - Cypriano Gomes de Sá)
28 - José da Fonseca (Mesma pessoa de nº 22)
29 - Quitéria Maria - (filha de 58 - Anacleto Gomes de Sá e 59 - Joana) (Mesma pessoa de nº 23)
30 - Francisco da Silva Leal (*1760, +1826) - (filho de 60 - Joaquim de Almeida da Silva Leal e 61 - Maria da Silva) (Mesma pessoa de nº 24)
31 - Antônia Da fazenda Brandões, ou Alegre, nas imediações de Cabrobó.

Tetravós

46 - Anacleto Gomes de Sá - (filho de 92 - Gomes de Sá e 93 - Gomes de Sá)
47 - Joana Mulata. Alguns dizem que seu nome seria Quitéria ou Rosa.
48 - Joaquim de Almeida da Silva Leal - (filho de 96 - João Pinto Leal e 97 - Maria de Barros da Silveira)
49 - Maria da Silva
50 - Cypriano Gomes de Sá - (filho de 100 - Gomes de Sá e 101 - Gomes de Sá) Capitão-comandante. Foi testemunha na doação da Fazenda Grande ao Bom Jesus dos Aflitos, em 1778, juntamente com Bartolomeu de Souza Ferraz e Thomé de Souza Ferraz, estes filhos de Jerônimo de Souza Ferraz. Morava no Gravatá, à margem esquerda do rio São Francisco, hoje território coberto pelas águas da barragem de Itaparica.
58 - Anacleto Gomes de Sá - (filho de 116 - Gomes de Sá e 117 - Gomes de Sá) (Mesma pessoa de nº 46)
59 - Joana (Mesma pessoa de nº 47)
60 - Joaquim de Almeida da Silva Leal - (filho de 120 - João Pinto Leal e 121 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 48)
61 - Maria da Silva (Mesma pessoa de nº 49)

Pentavós

92 - Gomes de Sá
93 - Gomes de Sá
96 - João Pinto Leal (*1660, +1750) - (filho de 192 - Gaspar Dias e 193 - Maria Dias) Alferes.
97 - Maria de Barros da Silveira (*1690, +Sim) - (filha de 194 - Manoel de Barros e Souza e 195 - Joana Fagundes da Silveira) Também consta como Maria da Silveira Barros.
100 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 92)
101 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 93)
116 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 92)
117 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 93)
120 - João Pinto Leal (*1660, +1750) - (filho de 240 - Gaspar Dias e 241 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 96)
121 - Maria de Barros da Silveira (*1690, +Sim) - (filha de 242 - Manoel de Barros e Souza e 243 - Joana Fagundes da Silveira) (Mesma pessoa de nº 97)

Hexavós

192 - Gaspar Dias (*1630, +APROX 1690) Morava em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
193 - Maria Dias (+1699)
194 - Manoel de Barros e Souza (+03-11-1752) - (filho de 388 - Bento Barros e Alvim e 389 - Francisca de Abreu de Souza) Vindo para o Brasil, radicou-se em Sergipe.
195 - Joana Fagundes da Silveira (*APROX 1650, +Sim)
240 - Gaspar Dias (*1630, +APROX 1690) (Mesma pessoa de nº 192)
241 - Maria Dias (+1699) (Mesma pessoa de nº 193)
242 - Manoel de Barros e Souza (+03-11-1752) - (filho de 484 - Bento Barros e Alvim e 485 - Francisca de Abreu de Souza) (Mesma pessoa de nº 194)
243 - Joana Fagundes da Silveira (*APROX 1650, +Sim) (Mesma pessoa de nº 195)

Heptavós

388 - Bento Barros e Alvim (*27-01-1630, +12-12-1716) - (filho de 776 - Domingos de Barros e 777 - Maria Manuel)
389 - Francisca de Abreu de Souza (*1638, +04-03-1714) - (filha de 778 - Miguel Rebello de Sousa e 779 - Angela de Abreu)
484 - Bento Barros e Alvim (*27-01-1630, +12-12-1716) - (filho de 968 - Domingos de Barros e 969 - Maria Manuel) (Mesma pessoa de nº 388)
485 - Francisca de Abreu de Souza (*1638, +04-03-1714) - (filha de 970 - Miguel Rebello de Sousa e 971 - Angela de Abreu) (Mesma pessoa de nº 389)

Octavós

776 - Domingos de Barros (+24-06-1669) - (filho de 1552 - Gaspar de Barros)
777 - Maria Manuel (*08-05-1591) - (filha de 1554 - Guaspar João e 1555 - Anna João)
778 - Miguel Rebello de Sousa (*1608, +26-08-1688)
779 - Angela de Abreu (*APROX 1589, +17-07-1674)
968 - Domingos de Barros (+24-06-1669) - (filho de 1936 - Gaspar de Barros) (Mesma pessoa de nº 776)
969 - Maria Manuel (*08-05-1591) - (filha de 1938 - Guaspar João e 1939 - Anna João) (Mesma pessoa de nº 777)
970 - Miguel Rebello de Sousa (*1608, +26-08-1688) (Mesma pessoa de nº 778)
971 - Angela de Abreu (*APROX 1589, +17-07-1674) (Mesma pessoa de nº 779)

Eneavós (9º avós)

1552 - Gaspar de Barros
1554 - Guaspar João (+12-08-1653)
1555 - Anna João (+1668)
1936 - Gaspar de Barros (Mesma pessoa de nº 1552)
1938 - Guaspar João (+12-08-1653) (Mesma pessoa de nº 1554)
1939 - Anna João (+1668) (Mesma pessoa de nº 1555)

Total de Ancestrais: 66
Nota explicativa da numeração: A primeira pessoa da relação tem sempre o número '1'. Em seguida, cada pessoa do sexo masculino tem um número par, que é calculado multiplicando-se o número de seu filho por 2. As pessoas do sexo feminino, por sua vez, têm um número ímpar, que é calculado somando-se 1 ao número do seu marido. Exemplo: O pai da pessoa de número 3 é a de número 6 (3 x 2) e a sua mãe é a pessoa de número 7 (2 x 3 + 1).
 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo