Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Quarta-Feira, 19-6-2019  

Maria de Barros da Assunção

Gráfico dos Ancestrais | Gráfico 5 gerações | Ancestrais | Descendentes | Memorizar | Parentesco | Corrigir
Nome:  Maria de Barros da Assunção (#4418)
Nascimento:  1794 em: 
Idade: 
Pai:  Manoel Lopes Diniz Filho
Mãe:  Ana Maria de Carvalho

Filhos com
Nome:  Luiz Rodrigues da Cruz (#6191)
Nascimento:  1779 em:  São Salvador, Bispado de Roches, Portugal
Idade: 
Profissão:  Capitão-de-Conquista
Casamento:  22-11-1803 em: 
Pai:  Francisco Rodrigues da Cruz
Mãe:  Maria Rosa de Jesus
Notas:  Tomou parte em diversos movimentos revolucionários ocorridos no Nordeste. Em 1824, foi chamado para combater os revolucionários do Maranhão, chegando até Oeiras, no Piauí, onde adoeceu e teve que regressar para Pernambuco. Por essa razão, foi considerado traidor ou desertor, ficando preso por seis meses na cadeia de Flores - PE.
Em 1832, combateu ou foi partidário do General Pinto Madeira, na famosa Guerra do Pinto, no Ceará, onde foi morto em combate o seu filho Capitão Francisco Antônio de Barros. Também tomou parte na revolução da Serra Negra, em 1848, combatendo as forças do governo, ao lado do seu parente José Rodrigues de Moraes, neto do primeiro dono daquela serra, João Rodrigues de Moraes, morto em 1832.

1ª Filha:  Ana Maria de Barros (#7069)
Nascimento:  1805 em: 
Idade: 

2º Filho:  Francisco Antônio de Barros (#7070)
Nascimento:  13-06-1807 em: 
Falecimento:  1832 em: 
Idade:  Aproximadamente 25 anos, em 1832.
Profissão:  Capitão
Notas:  Participou, no Ceará, do movimento revolucionário "Guerra do Pinto" e foi morto numa emboscada na descida da Serra do Araripe para o Crato ou Barbalha, quando, à frente de sua tropa, destinava-se a atacar os revoltosos sediados naquelas cidades.

3º Filho:  Manoel Salvador da Cruz (#7071)
Nascimento:  1810 em: 
Falecimento:  16-06-1873 em: 
Idade:  Aproximadamente 63 anos, em 1873.
Profissão:  Capitão
Notas:  Foi criado na Fazenda Panela D'Água, por suas tias Clara Lina da Silva e Ana Maria Diniz, que o fizeram herdeiro único dos seus bens. Fundou a Fazenda Água Branca, em terras da Panela D'Água, Floresta, onde morava. Foi subdelegado (1845 a 1847) de Fazenda Grande e também membro da primeira Câmara Municipal de Floresta (de 1846 a 1849 e de 1849 a 1856), quando a sede ainda estava na Vila de Tacaratu.

4º Filho:  Martinho Lopes Diniz (#7072)
Nascimento:  11-11-1812 em: 
Falecimento:  13-11-1879 em: 
Idade:  67 anos e 2 dias, em 13-11-1879.
Notas:  Morava na Fazenda Icós, Belmonte - PE. Faleceu de inflamações.

5º Filho:  Antônio Rodrigues da Cruz (#7073)
Nascimento:  11-11-1814 em: 
Idade: 
Profissão:  Capitão da Guarda Nacional
Notas:  Inicialmente, morou na Vila de Floresta, onde construiu casa. Foi proprietário da Fazenda Cachoeirinha, hoje Vila com o mesmo nome no município de Mirandiba - PE. Após a morte de sua esposa, "acompanhou-se" de uma ex-escrava, que o levou, com todo seu cabedal em ouro e dinheiro, a morar em Juazeiro - CE, onde morreu em adiantada idade e extrema pobreza. Seus descendentes contavam que, entre as suas joias, existiam diversos lingotes, os quais chamavam de "rapaduras de ouro". Em 19-01-1958, registrou terras das fazendas "Brejo do Gama" e "Lagoa", da Freguesia de Serra Talhada.

  • É possível saber as relações de parentesco entre duas pessoas quaisquer deste site. Para isso, é necessário memorizar o nome de uma das pessoas e seguir as instruções seguintes:
  • No momento, não há nenhum nome memorizado.
  • Para memorizar o nome de Maria de Barros da Assunção, clique aqui.
  • Você pode também memorizar e verificar o parentesco clicando em Memorizar e Parentesco na barra de menus.

 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo