Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Quinta-Feira, 6-8-2020  

Descendência de
Francisco Gomes de Sá
4 gerações (Bisnetos)

1- Francisco Gomes de Sá, profissão: Capitão-Comandante, cas. com Antônia de Souza da Rocha (filha de Manoel de Souza da Rocha e Feliciana de Barros da Silveira). ELE: Da Fazenda Riacho, na embocadura do Riacho dos Mandantes no rio S. Francisco, hoje coberta pelas águas da barragem de Itaparica.
F.1- Gabriel Gomes de Sá, cas. com Francisca Bernarda de Sá (filha de Antônio Francisco de Novaes e Antônia Maria da Conceição). ELE: Da Fazenda "Quixabinha", em Tacaratú.
N.1.1- Clara Maria de Sá, falec. em 1874; e Alexandre Gomes de Sá (filho de Alexandre Gomes de Sá e Antônia Joaquina de Jesus), falec. em 1873. ELA: Morava na Faz. "Quixabinha" em Tacaratú.. ELE: Da Fazenda "Quixabinha", em Tacaratú.
B.1.1.1- Manoel Barbosa de Sá, nasc. em 1819, falec. em 11-08-1859, cas. em 18-10-1840, com Jacinta Maria de Jesus (filha de Antônio de Souza Ferraz e Ana Tereza de Jesus). ELE: Morava na Faz. "Quixabinha".
B.1.1.1- Manoel Barbosa de Sá, nasc. em 1819, falec. em 11-08-1859; e Quitéria Maria de Jesus (filha de Francisco da Silva Leal e Maria de Souza da Silveira), falec. em 05-09-1868. ELE: Morava na Faz. "Quixabinha".. ELA: (ou Quitéria da Silva Leal).
B.1.1.2- Ana Clara de Sá, nasc. em 1822, falec. em 02-02-1874, cas. com José Joaquim de Sá. ELA: Não teve filhos.
B.1.1.3- José Alexandre Gomes de Sá, profissão: Tenente, nasc. em 1826, cas. com Marcolina Gomes de Sá (filha de Francisco David de Sá e Maria Valéria de Jesus), falec. em ANTES DE 1859. ELE: Morava na Faz. "Misericórdia" e na Vila de Floresta, onde foi vereador de 1865 a 1869. O tenente José Alexandre viveu maritalmente com Maria Joaquina de Jesus (Lilia), filha da escrava Joaquina (afrodescendente), e com ela deixou mais 03 filhos.
B.1.1.3- José Alexandre Gomes de Sá, profissão: Tenente, nasc. em 1826, cas. em 09-06-1960, com Ana Maria de Sá (filha de Pantaleão Gomes de Sá e Maria Teodora de Sá), falec. em 27-09-1867. ELE: Morava na Faz. "Misericórdia" e na Vila de Floresta, onde foi vereador de 1865 a 1869. O tenente José Alexandre viveu maritalmente com Maria Joaquina de Jesus (Lilia), filha da escrava Joaquina (afrodescendente), e com ela deixou mais 03 filhos.. ELA: No registro do óbito tem o nome de Ana Gomes de Sá, e no casamento, em 1860, somente Maria de Sá. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.1.3- José Alexandre Gomes de Sá, profissão: Tenente, nasc. em 1826; e Maria Joaquina de Jesus (filha de e Joaquina Maria). ELE: Morava na Faz. "Misericórdia" e na Vila de Floresta, onde foi vereador de 1865 a 1869. O tenente José Alexandre viveu maritalmente com Maria Joaquina de Jesus (Lilia), filha da escrava Joaquina (afrodescendente), e com ela deixou mais 03 filhos.. ELA: (Lilia). Ex-escrava.
B.1.1.4- Antônio Alexandre Gomes de Sá, nasc. em 1829, falec. em 25-06-1907, cas. em 11-08-1852, com Maria Gomes de Sá (filha de José de Barros da Silveira e Antônia Maria de Sá), nasc. em 1839, falec. em 03-08-1894. ELE: Morava na Faz. "Capim Grosso".. ELA: (ou Maria Gomes de Barros).
B.1.1.5- Umbelina Maria de Sá, nasc. em 1830; e David Barbosa de Souza Ferraz (filho de Antônio de Souza Ferraz e Ana Tereza de Jesus). ELA: (Belina).. ELE: (Viviu).
B.1.1.6- Gabriel Gomes Barbosa, nasc. em 1833; e Antônia Jacinta da Conceição (filha de José Francisco de Novaes e Josefa Gomes de Sá Novaes), nasc. em 1835. ELE: Da Fazenda Quixabinha.. ELA: Conhecida como Totonha do Boqueirão. Também tinha os nomes de Antônia Francisca de Sá e Antônia Francisca (de Jesus e/ou de Novaes), conforme batizados e casamentos de filhos.
B.1.1.7- Rosalina Maria de Sá, nasc. em 1835, cas. em 04-10-1852, com Faustino Barbosa de Sá (filho de Faustino Barbosa de Sá e Ana Francisca de Sá). ELA: (ou Rosalinda).
B.1.1.7- Rosalina Maria de Sá, nasc. em 1835, cas. com Francisco Antônio Correia de Sá. ELA: (ou Rosalinda).. ELE: (Chico Antônio). De Tacaratu, PE. Era parente de Rosalina, sua esposa.
B.1.1.8- Francisco Alexandre Gomes de Sá, profissão: Tenente, nasc. em 1839, cas. em 30-11-1861, com Feliciana Barbosa de Sá (filha de David Barbosa de Sá e Antônia de Souza Ferraz), falec. em 05-08-1920. ELE: (Chiquinho).
B.1.1.9- Maria Manoela de Sá, nasc. em 1843, cas. em 20-02-1879, com Saturnino Lúcio Correia de Sá, nasc. em APROX 1843, falec. em 12-03-1903. ELE: Da Freguesia de Tacaratú.
N.1.2- David Gomes de Sá, nasc. em 1803, falec. em 30-01-1883, cas. com Nome Desconhecido. ELE: (David da Canoa). Morava na fazenda Canoa. Não se sabe o nome da primeira esposa, da qual ficou viúvo.
B.1.2.1- Antônia Jacinta de Sá. NOTAS: Já viúva em 1883, quando o pai faleceu.
B.1.2.2- Mariana Gomes de Sá, falec. em ANTES DE 1883, cas. com Manoel de Souza Ferraz
N.1.2- David Gomes de Sá, nasc. em 1803, falec. em 30-01-1883, cas. com Bernardina Francisca de Sena (filha de Antônio José dos Santos e Quitéria Telles de Menezes), falec. em 1892. ELE: (David da Canoa). Morava na fazenda Canoa. Não se sabe o nome da primeira esposa, da qual ficou viúvo.. ELA: (Dona Sena da Canoa).
B.1.2.3- Ana Gomes da Conceição, nasc. em 1838, cas. com Antônio Gomes de Sá
B.1.2.4- Custódia Bernardina da Conceição, nasc. em 1840, cas. em 29-06-1865, com Pedro José Soares (filho de José Francisco de Novaes e Maria Valéria de Jesus), nasc. em 1805, falec. em 17-11-1879. ELE: Ficou órfão pequeno e foi criado pela família da mãe, na Paraíba. Citado por Leonardo Gominho como Pedro José Soares de Novaes, copiando Stella Novaes, cometendo o mesmo engano, quando afirma que é neto do Cel. José Francisco de Novaes). O sobrenome vem da família da mãe, pela qual foi criado. Família tradicional e antiga no sertão e que tem seu núcleo original na Faz. "Jatinã", entre Itacuruba e Belém, com ramificações por todo o sertão de Pernambuco e parte da Bahia, principalmente em Rodelas. O nome de Pedro José Soares deixa crer que seja homenagem ou resgate de sobrenome de algum antepassado, (talvez o avô materno), costume antigo muito comum observado nas famílias sertanejas. Seus descendentes são conhecidos como os "Novaes da Vassoura", em alusão àquela fazenda, de onde são originários. Quando faleceu já era viúvo. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.2.5- Maria Gomes da Conceição, nasc. em 1843, cas. com Joaquim Rodrigues de Sá (filho de David Rodrigues de Sá e Inácia Francisca de Sá)
B.1.2.6- Clara Maria da Glória, nasc. em 1845, cas. em 18-10-1865, com Pedro de Souza Telles (filho de David Telles de Menezes e Maria de Souza da Penha). ELE: (ou Pedro de Souza Menezes).
B.1.2.7- José Henrique de Sá, nasc. em 1846, falec. em 03-05-1879, cas. em 24-02-1870, com Inácia Francisca de Sá (filha de Francisco Vitoriano de Menezes e Ana de Souza Ferraz), nasc. em 1850. ELE: (ou José Henrique Gomes de Sá).. ELA: (ou Inácia Gomes de Sá, Inácia "da Vassoura").
B.1.2.8- Silvino Gomes de Sá, nasc. em 1849, cas. com Maria Rodrigues de Sá (filha de David Rodrigues de Sá e Inácia Francisca de Sá)
B.1.2.9- Cordulina Maria de Sá, nasc. em 1851, cas. em 26-04-1869, com Francisco Gomes de Novaes (filho de Pedro José Soares e Maria Vitória da Conceição), nasc. em 1844, falec. em 06-12-1884. ELA: (ou Antônia Cordolina Maria de Jesus).. ELE: No registro de óbito o nome está como Francisco Pedro de Novaes.
B.1.2.10- Manoel Gomes de Sá, nasc. em 1852
B.1.2.11- Quitéria Maria de Jesus, nasc. em 1854, cas. em 03-11-1877, com José Vicente de Sá (filho de Vicente Gomes de Sá Jurema e Feliciana Gomes de Sá), nasc. em 1843, falec. em 16-08-1889. ELE: José Vicente, por erro do escrevente, é apontado no livro de casamentos, como: filho de Vicente Pereira de Barros, (inexistente como herdeiro, no inventário deste, em 1868), e de Maria Joaquina de Jesus, da Fazenda "Jacurutú," do Capim Grosso. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.2.12- Inácia Maria de Jesus, nasc. em 1856, cas. em 11-04-1880, com Francisco Gomes de Souza Ferraz (filho de Manoel de Souza Ferraz e Mariana Gomes de Sá)
B.1.2.13- Generosa Gomes de Sá, nasc. em APÓS 1859; e Geminiano Telles de Menezes (filho de Valentim Telles de Menezes e Ana Lourenço da Cruz), nasc. em 1861, falec. em 30-03-1951. ELA: Da Canoa.
N.1.3- Gabriel Gomes de Sá Alecrim, profissão: Alferes, nasc. em 1811; e Custódia Maria de Sá (filha de David Gomes de Sá e Ana Maria de Sá), nasc. em 1818, falec. em 07-05-1878. ELE: Morava na Faz."Mandacaru", em Tacaratú - PE. O alferes Gabriel era tido com homem rico, vaidoso e mulherengo. Dizem os seus descendentes que tinha uma mulher em cada fazenda que possuía e que um dia um dos seus filhos mandou matar uma delas, cuja mãe indignada rogou uma praga: "que tinha fé em Deus que ainda via aquela família pedindo esmola ou morta por desgraças"... Castigo ou coincidência, o fato é que morreram quase todos os filhos antes do pai, e um deles assassinado por engano. Em 1879 o Alferes vendeu as suas terras: no Riacho dos Mandantes, Moxotó, Olho Dagua do Bom Conselho, Fazenda do Cipó, Mandacaru, Quixabinha, e doou uma parte de terra em Tacaratú a Maria Joaquina dos Anjos, filha de Jerônima Correia de Brito, com casa, cercado e benfeitorias... Morreu pobre, vivendo a custa de ajuda dos parentes e amigos que o acolheram na velhice... Dos filhos com a esposa, em 1878 restavam somente 03 vivos. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: Também conhecida como Custódia Maria de Jesus.
B.1.3.1- José Custódio de Sá Alecrim, nasc. em 1837, cas. em 28-11-1865, com Maria Gomes de São Pedro (filha de Vicente Gomes de Sá Jurema e Feliciana Gomes de Sá), nasc. em 1841, falec. em 11-11-1895. ELE: Ainda jovem, foi morto por engano na Vila de Tacaratú.
B.1.3.2- Nicodemos Venceslau de Jesus Alecrim, nasc. em 1842, falec. em 19-04-1878, cas. em 26-11-1865, com Antônia Claudiana de Novaes (filha de Francisco Antônio Gomes Novaes e Claudiana Maria do São Pedro), nasc. em 1847, falec. em 01-02-1885
B.1.3.3- Maria, nasc. em 04-07-1843
B.1.3.4- Anna Maria de São Pedro Alecrim, nasc. em 1847; e Guilherme Ernesto de Novaes (filho de Manoel Gomes de Sá e Anna Francisca de Novaes), nasc. em 1843, falec. em 17-09-1879
B.1.3.5- Jônathas Doroteu de Jesus Alecrim, nasc. em 1853, falec. em 01-09-1877. NOTAS: (ou Jonas). Solteiro.
B.1.3.6- Pedro Gabriel de Jesus Alecrim, nasc. em 1857, falec. em 07-03-1878. NOTAS: Solteiro.
B.1.3.7- Suzana Tibúrcia Gomes de Sá Alecrim, nasc. em 1858. NOTAS: Solteira.
N.1.3- Gabriel Gomes de Sá Alecrim, profissão: Alferes, nasc. em 1811; e Balbina Rosa da Conceição. ELE: Morava na Faz."Mandacaru", em Tacaratú - PE. O alferes Gabriel era tido com homem rico, vaidoso e mulherengo. Dizem os seus descendentes que tinha uma mulher em cada fazenda que possuía e que um dia um dos seus filhos mandou matar uma delas, cuja mãe indignada rogou uma praga: "que tinha fé em Deus que ainda via aquela família pedindo esmola ou morta por desgraças"... Castigo ou coincidência, o fato é que morreram quase todos os filhos antes do pai, e um deles assassinado por engano. Em 1879 o Alferes vendeu as suas terras: no Riacho dos Mandantes, Moxotó, Olho Dagua do Bom Conselho, Fazenda do Cipó, Mandacaru, Quixabinha, e doou uma parte de terra em Tacaratú a Maria Joaquina dos Anjos, filha de Jerônima Correia de Brito, com casa, cercado e benfeitorias... Morreu pobre, vivendo a custa de ajuda dos parentes e amigos que o acolheram na velhice... Dos filhos com a esposa, em 1878 restavam somente 03 vivos. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: Escrava.
B.1.3.8- Salvador Benedito Gomes de Sá, cas. com Raimunda Gomes de Amorim (filha de Francisco Ferreira). ELE: (Dodô). Também conhecido como Salvador de Jesus Alecrim. Morava na cidade da Pedra - PE.
N.1.3- Gabriel Gomes de Sá Alecrim, profissão: Alferes, nasc. em 1811; e Angélica Maria de Jesus. ELE: Morava na Faz."Mandacaru", em Tacaratú - PE. O alferes Gabriel era tido com homem rico, vaidoso e mulherengo. Dizem os seus descendentes que tinha uma mulher em cada fazenda que possuía e que um dia um dos seus filhos mandou matar uma delas, cuja mãe indignada rogou uma praga: "que tinha fé em Deus que ainda via aquela família pedindo esmola ou morta por desgraças"... Castigo ou coincidência, o fato é que morreram quase todos os filhos antes do pai, e um deles assassinado por engano. Em 1879 o Alferes vendeu as suas terras: no Riacho dos Mandantes, Moxotó, Olho Dagua do Bom Conselho, Fazenda do Cipó, Mandacaru, Quixabinha, e doou uma parte de terra em Tacaratú a Maria Joaquina dos Anjos, filha de Jerônima Correia de Brito, com casa, cercado e benfeitorias... Morreu pobre, vivendo a custa de ajuda dos parentes e amigos que o acolheram na velhice... Dos filhos com a esposa, em 1878 restavam somente 03 vivos. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.3.9- Antônio Pedro Gomes de Sá, nasc. em 1845, em Curral dos Bois, BA, cas. em 11-06-1871, com Maria Joaquina de Sá (filha de Francisco Thomaz Villa Nova e Jacinta Gomes de Sá), nasc. em 1852. ELE: (ou Antônio Pedro de Sá).. ELA: (Biluca).
N.1.4- Feliciana Gomes de Sá, falec. em 26-04-1856, cas. com Vicente Gomes de Sá Jurema (filho de David Gomes de Sá e Ana Maria de Sá), nasc. em 1809, falec. em 13-09-1890. ELE: (Jurema). Da Faz. "Jacurutú".
B.1.4.1- Maria Gomes de São Pedro (Veja família de B.1.3.1)
B.1.4.2- José Vicente de Sá, nasc. em 1843, falec. em 16-08-1889, cas. em 17-09-1869, com Feliciana Maria de Sá (filha de Francisco Antônio de Novaes e Ana Maria de Sá), nasc. em 1851, falec. em 30-05-1875. ELE: José Vicente, por erro do escrevente, é apontado no livro de casamentos, como: filho de Vicente Pereira de Barros, (inexistente como herdeiro, no inventário deste, em 1868), e de Maria Joaquina de Jesus, da Fazenda "Jacurutú," do Capim Grosso. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.4.2- José Vicente de Sá, nasc. em 1843, falec. em 16-08-1889, cas. em 03-11-1877, com Quitéria Maria de Jesus (filha de David Gomes de Sá e Bernardina Francisca de Sena), nasc. em 1854. ELE: José Vicente, por erro do escrevente, é apontado no livro de casamentos, como: filho de Vicente Pereira de Barros, (inexistente como herdeiro, no inventário deste, em 1868), e de Maria Joaquina de Jesus, da Fazenda "Jacurutú," do Capim Grosso. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.4.3- Joaquim Vicente de Sá, nasc. em 1845. NOTAS: Não aparece como herdeiro do pai em 1890. Um dos filhos de Vicente Jurema foi morto acidentalmente por um primo, delegado interino da Vila de Floresta, quando o acompanhava numa diligência policial, por volta do ano de 1883... (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.4.4- Antônio Vicente de Sá, nasc. em 1847, cas. em 10-11-1897, com Maria Gomes da Silva (filha de João Gomes da Silva e Teodora Maria das Virgens), nasc. em 1877
B.1.4.5- Manoel Vicente de Sá, nasc. em 1850, falec. em ANTES DE 1890
B.1.4.6- Ana Maria de Sá, nasc. em 1852
B.1.4.7- Clara Linda de Sá, nasc. em 1855, falec. em 27-03-1885
N.1.5- Maria Gomes de Sá, cas. com José Francisco de Novaes (filho de José Francisco de Novaes e Maria Valéria de Jesus), profissão: Capitão, nasc. em 1800. ELE: (Capitão Moço). Conforme censo estatístico de 1859, tinha 58 anos e era casado com Maria Gomes de Sá e não constavam filhos em seu domicílio. O escritor Leonardo Ferraz Gominho o confunde com o pai no seu livro "Floresta, uma terra, um povo", com base no "Ensaio Genealógico", de Stella Novaes. Segundo Stella Novaes: "o Cel. José Francisco de Novaes julgando haver descoberto pendor religioso em seu filho a quem apelidou de "o Capitão Moço", o enviou ao seminário de Cajazeiras - PB... Em Rio do Peixe onde se enamorou de uma jovem de rara beleza... abandonou a batina raptou-a e casaram-se em Cajazeiras... nasceu deste casamento um só filho Pedro, que ficou órfão ainda pequeno e foi criado pela família materna"... Diz também que: "ficando viúvo, o Capitão Moço casou-se com Josefa, sinhá moça rica e bonita, neta de Antônio Francisco de Novaes do seu casamento com Antônia, filha de Vitório de Souza"... Há diversas incorreções nessas informações, pois Pedro José Soares era seu irmão, (este foi realmente criado pela família materna, na margem do S. Francisco). O único filho legítimo conhecido do "Cap. Moço", chamava-se Francisco Antônio e foi criado na Faz. Misericórdia, pelo avô paterno. Em 1859 sua esposa era Mª Gomes de Sá, segundo Stella Novaes: "originária da Faz. Pedra Vermelha e neta de Antônio Francisco de Novaes". A tradição oral diz ser filha de Gabriel Gomes de Sá e Francisca Bernarda de Sá, da Faz. "Quixabinha. E Josefa Gomes de Sá era a 2ª esposa do Cel. José Francisco de Novaes, sendo portanto, madrasta, e não esposa, do Cap. Moço.
Em 1847 o Capitão Moço disputou eleição com o seu pai, o Cel. Novaes, e com seu filho Francisco Antônio, na assembléia Paroquial para eleitores do Senado da Câmara Municipal da Vila da Floresta, onde teve 143 votos. (Fonte: Nivaldo Carvalho)
B.1.5.1- Francisco Antônio Gomes Novaes, profissão: Capitão, nasc. em 1825, falec. em 25-08-1883, cas. com Claudiana Maria do São Pedro (filha de Manoel Gomes da Cruz e Antônia Gomes de Sá). ELE: (Francisquinho). Morava na Faz. "Misericórdia". Em 1847,(com 22 anos), disputou votos com o seu avô e seu pai na eleição da Assembléia Paroquial, para eleitor do Senado da Câmara Municipal da Vila da Floresta. Em 1865 foi eleito vereador (da 2ª câmara), da Vila da Floresta recém restaurada. E na década de 1880 foi delegado do Termo de Floresta. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.5.1- Francisco Antônio Gomes Novaes, profissão: Capitão, nasc. em 1825, falec. em 25-08-1883, cas. em 06-02-1874, com Efigênia Maria Rodrigues (filha de Bento José Pereira e Deodata Maria dos Santos), nasc. em 1847. ELE: (Francisquinho). Morava na Faz. "Misericórdia". Em 1847,(com 22 anos), disputou votos com o seu avô e seu pai na eleição da Assembléia Paroquial, para eleitor do Senado da Câmara Municipal da Vila da Floresta. Em 1865 foi eleito vereador (da 2ª câmara), da Vila da Floresta recém restaurada. E na década de 1880 foi delegado do Termo de Floresta. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: Após o falecimento de Francisco, Eufigênia e seus filhos foram expulsos de Floresta por um cunhado dela, irmão de Francisco Antônio(?), que ficou com a herança. Segundo Janaína de Novaes, trineta de Eufigênia, a viúva e os filhos tiveram que deixar Floresta para não morrerem, estabelecendo-se na Bahia.
N.1.6- Antônia Gomes de Sá, cas. com Manoel Gomes da Cruz, falec. em 1864. ELE: Da Faz. "Quixabinha", em Tacaratú-PE. Manoel Gomes da Cruz poderia ser um dos filhos do português Miguel Gomes da Cruz, casado com Maria Correia da Cruz, esta filha de Gonçalo Correia da Cruz, português, vindo para o sertão na comitiva do mestre de campo Pantaleão de Siqueira Campos... (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.6.1- Ana Francisca de Sá, cas. com Manoel Xavier de Sá (filho de Francisco Xavier de Sá e Maria Gomes de Sá), profissão: Capitão. ELA: Sem sucessão.
B.1.6.2- Claudiana Maria do São Pedro (Veja família de B.1.5.1)
B.1.6.3- Antônio Gomes da Cruz, cas. em 30-09-1846, com Ana Rosa da Cruz (filha de Domingos Gomes de Souza Rocha e Mariana Cesária de Sá). ELE: (Antônio Diretor).
B.1.6.3- Antônio Gomes da Cruz, cas. com Maria Francisca do Nascimento Sá (filha de Luís José Correia de Sá e Antônia Vicência de Sá). ELE: (Antônio Diretor).
B.1.6.4- Feliciana Gomes de Sá; e José Xavier de Sá (filho de Francisco Xavier de Sá e Maria Gomes de Sá), profissão: Capitão. ELA: De Tacaicó. Primeira esposa de José Xavier de Sá.
B.1.6.5- Domingos Gomes da Cruz, cas. em 23-05-1850, com Antônia Gomes de Sá (filha de Cipriano Gomes de Sá e Maria José Mendes). ELE: (Dominguinhos).. ELA: Do Riacho.
B.1.6.6- Miguel Gomes da Cruz
B.1.6.7- Valério Gomes da Cruz
B.1.6.8- José Valério da Cruz. ELE: (José Diretor).
B.1.6.9- Francisco Gomes da Cruz
B.1.6.10- Higino Gomes da Cruz
B.1.6.11- Constantino Gomes da Cruz
B.1.6.12- O esposo de Balbina, cas. com Balbina Maria do São Pedro. ELA: Esposa de filho (ou neto) falecido, pois é tutora do filho Manoel e não herdeira do Cel. Manoel Correia da Cruz. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.1.6.13- A esposa de Manoel Felix
B.1.6.14- Primeira Esposa de Januário, cas. com Januário Nunes de Souza
F.2- David Gomes de Sá, profissão: Ajudante, falec. em 10-07-1826, cas. com Ana Maria de Sá (filha de Antônio Francisco de Novaes e Antônia Maria da Conceição), falec. em 26-08-1830. ELE: Morava na Faz. "Jacurutú," terras da Capim Grosso.. ELA: Morava na Faz. "Jacurutú," terras da Capim Grosso, herança do pai e sogro. É citada por Stella Novaes como Ana Novaes.
N.2.1- Francisco David de Sá, profissão: Tenente, nasc. em 1804, falec. em 18-11-1881; e Maria Valéria de Jesus (filha de José Francisco de Novaes e Josefa Gomes de Sá Novaes), nasc. em 1813, falec. em 01-10-1896. ELE: (Tenente Chiquinho). Da Faz. "Capim Grosso". Inventariante de sua mãe e tutor dos irmãos menores.. ELA: Conhecida como Mariinha do Tapuio.
B.2.1.1- Marcolina Gomes de Sá (Veja família de B.1.1.3)
B.2.1.2- Josefa Gomes de Sá, nasc. em 1833, falec. em 06-12-1875; e David Gomes de Barros (filho de José de Barros da Silveira e Antônia Maria de Sá), nasc. em 1830. ELE: Da Faz. "Salgado".
B.2.1.3- Domingos Gomes de Sá, nasc. em 1837, falec. em 20-09-1914, cas. em 11-11-1863, com Jusina Gomes de Novaes (filha de Manoel Gomes de Sá e Anna Francisca de Novaes), nasc. em 1844. ELE: (Dominguinho). Não tiveram filhos. Adotaram duas crianças: Olímpia Cavalcanti Novaes (filha de Juvenal Gomes de Novaes) e Francisca, sendo esta filha natural de Domingos com Paula (ou Paulina).. ELA: (ou Juvina). Sem filhos.
B.2.1.3- Domingos Gomes de Sá, nasc. em 1837, falec. em 20-09-1914; e Paula Gomes de Lima. ELE: (Dominguinho). Não tiveram filhos. Adotaram duas crianças: Olímpia Cavalcanti Novaes (filha de Juvenal Gomes de Novaes) e Francisca, sendo esta filha natural de Domingos com Paula (ou Paulina).
B.2.1.4- Joaquim Francisco de Sá Conservador, profissão: Capitão, nasc. em 1841, cas. em 02-09-1863, com Maria Valéria de São Pedro (filha de Pedro José Soares e Maria Vitória da Conceição), nasc. em 1853, falec. em 31-01-1882. ELE: Assinava Joaquim Francisco de Sá Conservador. Morava na Faz. "Misericórdia" e, temporariamente, no "Sítio Retiro" da Serra do Arapuá. Quando subdelegado da Vila de Floresta, na década de 1880, acidentalmente matou um primo, filho do tio Vicente Jurema, numa diligência que faziam (Fonte: Nivaldo Carvalho). Fez parte, em 1892, do primeiro Conselho Municipal de Floresta.. ELA: (ou Maria Valéria de Jesus).
B.2.1.4- Joaquim Francisco de Sá Conservador, profissão: Capitão, nasc. em 1841, cas. com Úrsula Maria do Espírito Santo (filha de Marcelo Gonçalves da Silva e Maria), nasc. em APROX 1854, em Chorrochó, BA, falec. em 02-02-1889. ELE: Assinava Joaquim Francisco de Sá Conservador. Morava na Faz. "Misericórdia" e, temporariamente, no "Sítio Retiro" da Serra do Arapuá. Quando subdelegado da Vila de Floresta, na década de 1880, acidentalmente matou um primo, filho do tio Vicente Jurema, numa diligência que faziam (Fonte: Nivaldo Carvalho). Fez parte, em 1892, do primeiro Conselho Municipal de Floresta.
B.2.1.5- Antônio Francisco de Novaes, nasc. em 1848, falec. em 06-08-1907, cas. em 25-11-1885, com Marcolina Gomes de Sá (filha de José Alexandre Gomes de Sá e Ana Maria de Sá), nasc. em 1861, falec. em 04-11-1904. ELE: Morava na Faz. "Riacho Seco". Quando faleceu, já era viúvo.
B.2.1.6- Gabriel David Gomes de Sá Novaes, nasc. em 1850, cas. em 01-02-1872, com Mariana Gomes de Sá Novaes (filha de Pantaleão Gomes de Sá e Maria Teodora de Sá), nasc. em 1849, falec. em 19-11-1878. ELE: (Viviu).
B.2.1.6- Gabriel David Gomes de Sá Novaes, nasc. em 1850, cas. em 09-06-1880, com Angélica de Souza Ferraz (filha de Antônio da Costa Araújo e Ana de Souza Ferraz), falec. em 07-11-1955. ELE: (Viviu).. ELA: Era separada de Viviu.
B.2.1.6- Gabriel David Gomes de Sá Novaes, nasc. em 1850; e Marcionília Justina da Conceição, nasc. em 1873, em Catolé do Rocha, PB, falec. em 07-06-1963. ELE: (Viviu).
B.2.1.7- Aureliano Valério de Sá, nasc. em 1855, falec. em 22-03-1922, cas. em 01-12-1877, com Ana Maria Gomes de Sá (filha de Antônio Luiz Gomes de Sá e Jesuína Gomes Lima), nasc. em Tacaratu, PE, falec. em 1930. ELE: (Lero). Morava na fazenda Lagamar, terras da Misericórdia.. ELA: (ou Ana Maria Gomes Lima). Da Ema de Tacaratu. Moradora em Água Branca, Alagoas.
N.2.2- Antônia Maria de Sá, nasc. em 1806, falec. em 06-03-1874; e José de Barros da Silveira (filho de José de Barros da Silveira e Francisca de Jesus Pereira), nasc. em 1804. ELA: (ou Antônia Gomes de Sá). Da Faz. "Jacurutú", terras da Capim Grosso.
B.2.2.1- David Gomes de Barros (Veja família de B.2.1.2)
B.2.2.1- David Gomes de Barros, nasc. em 1830; e Joana Maria dos Anjos. ELE: Da Faz. "Salgado".
B.2.2.2- Ana Maria de Sá, falec. em 25-09-1866, cas. com Francisco Antônio de Novaes (filho de Joaquim Francisco de Novaes e Ignácia Maria de Sá), nasc. em 1830
B.2.2.3- Benedito Gomes de Barros, profissão: Capitão, nasc. em 1833, falec. em 29-11-1918, cas. com Rita Alves da Luz (filha de José Alves da Luz e Mariana Alves de Assunção), nasc. em 1834. ELE: Morava na Faz. "Boa Sorte".. ELA: Conhecida como Riqueta.
B.2.2.4- José de Barros da Silveira, nasc. em 1833, falec. em 17-11-1917, cas. em 08-05-1863, com Antônia Rosa de Sá (filha de José Manoel de Moura e Francisca Claudina da Silva). ELE: (ou José da Silveira Barros, Cazé Barros). Da Faz. "Jacurutú". Em 1906/07, Cazé Barros e Toinha construíram a capela da Faz. "Jacurutú", e, em 27.09.1922, com o nome de Antônia Rosa de Moura, fez testamento, doando a capela e 86 braças de terra para patrimônio de Nossa Senhora da Conceição, padroeira daquela capela, - que tem um cemitério anexo, não mencionado naquele testamento -, na Faz. "Jacurutú". Não tiveram filhos e criaram adotivos, (beneficiados em testamento de 1922). (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: (ou Antônia Rosa de Moura).
B.2.2.5- Joaquim Gomes de Barros, nasc. em 1834, cas. em 25-11-1862, com Galdina Maria de Sá (filha de João da Silva Leal e Maria Gomes de Sá), nasc. em 1844. ELE: (Quincas). Sem sucessão.. ELA: Sem sucessão.
B.2.2.6- Maria Gomes de Sá (Veja família de B.1.1.4)
B.2.2.7- Florência Gomes de Sá, nasc. em 1841, cas. em 12-02-1867, com Francisco Antônio Pereira de Barros (filho de Antônio Pereira de Barros e Isabel Maria de Jesus), nasc. em 1820. ELA: (ou Florência Gomes de Barros).
B.2.2.8- Josefa Gomes de Barros, nasc. em 1847, cas. em 13-02-1867, com Pantaleão Gomes de Novaes (filho de Pantaleão Gomes de Sá e Maria Teodora de Sá), nasc. em 1843. ELA: (ou Josefa Gomes de Sá).. ELE: (Panta Novaes). Moravam na Faz. "Jacurutú" e aparecem muitas vezes como padrinhos de batismos e testemunhas de casamentos. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.2.2.9- Antônio Gomes de Barros, nasc. em 1851, falec. em ANTES DE 1883. NOTAS: Era militante do partido liberal em Floresta e, em 1883, o deputado Chiquito Ferraz já se refere a ele como falecido.
N.2.3- Vicente Gomes de Sá Jurema (Veja família de N.1.4)
N.2.3- Vicente Gomes de Sá Jurema, nasc. em 1809, falec. em 13-09-1890, cas. em 11-01-1873, com Maria Vicência de Jesus (filha de Vicente Gomes Correia e Antônia Joaquina de Jesus). ELE: (Jurema). Da Faz. "Jacurutú".
B.2.3.1- Vicente Gomes de Sá Jurema Filho, nasc. em 1877, cas. em 29-11-1896, com Tereza Maria de Jesus (filha de Saturnino Pereira de Barros e Ana Francisca de Jesus), nasc. em 1878. ELE: Da Faz. "Jacurutú," terras da Capim Grosso.
B.2.3.1- Vicente Gomes de Sá Jurema Filho, nasc. em 1877, cas. em 17-10-1915, com Quintina Belarmina de Barros (filha de Severiano Francisco dos Santos e Belarmina Francisca de Barros), nasc. em 31-10-1892. ELE: Da Faz. "Jacurutú," terras da Capim Grosso.
B.2.3.1- Vicente Gomes de Sá Jurema Filho, nasc. em 1877, cas. com Anália Josina da Conceição (filha de José Gabriel de Barros e Josina Valéria da Conceição). ELE: Da Faz. "Jacurutú," terras da Capim Grosso.
N.2.4- Pantaleão Gomes de Sá, nasc. em 1810, falec. em 11-02-1884, cas. com Maria Teodora de Sá (filha de José Francisco de Novaes e Josefa Gomes de Sá Novaes), falec. em 1871. ELE: (Panta). Morava na Faz.Tapuio, terras da Misericórdia. ELA: (Maria Teodora de Jesus).
B.2.4.1- Ana Maria de Sá, falec. em 27-09-1867, cas. em 09-06-1960, com José Alexandre Gomes de Sá (filho de Alexandre Gomes de Sá e Clara Maria de Sá), profissão: Tenente, nasc. em 1826. ELA: No registro do óbito tem o nome de Ana Gomes de Sá, e no casamento, em 1860, somente Maria de Sá. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELE: Morava na Faz. "Misericórdia" e na Vila de Floresta, onde foi vereador de 1865 a 1869. O tenente José Alexandre viveu maritalmente com Maria Joaquina de Jesus (Lilia), filha da escrava Joaquina (afrodescendente), e com ela deixou mais 03 filhos.
B.2.4.2- Pantaleão Gomes de Novaes (Veja família de B.2.2.8)
B.2.4.3- Josefa Gomes de Sá, nasc. em 1846, cas. em 20-08-1871, com José Joaquim de Novaes (filho de Joaquim Francisco de Novaes e Ignácia Maria de Sá), nasc. em 1839, falec. em 04-01-1911. ELA: (ou Josefa Gomes de Novaes).. ELE: (ou José Gomes Novaes). Moravam na Faz. "Capim Grosso".
B.2.4.4- Antônio David Gomes Novaes, profissão: Capitão, nasc. em 11-06-1848, em Floresta, PE, falec. em 03-03-1936, cas. em 21-10-1874, em Faz. Várzea Comprida, com Feliciana Gomes de Sá (filha de Pedro Joaquim da Silva e Gertrudes Maria de Sá), nasc. em 1853, em Floresta, PE. ELE: Foi comerciante, agropecuarista, delegado da Vila da Floresta, onde, em 1892, foi eleito o 1º subprefeito daquele município recém criado. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.2.4.5- Mariana Gomes de Sá Novaes (Veja família de B.2.1.6)
B.2.4.6- José Gomes de Novaes, nasc. em 07-01-1853, falec. em 16-02-1916, cas. em 04-03-1878, com Umbelina Gomes de Sá (filha de Gabriel Gomes Barbosa e Antônia Jacinta da Conceição). ELE: Conhecido como José Panta. Morava na Faz. "Boqueirão", parte da Misericórdia.
B.2.4.7- Manoel Vicente Gomes de Novaes, nasc. em 1854, cas. em 25-01-1877, com Rosa Maria de Sá (filha de Joaquim Francisco de Novaes e Ignácia Maria de Sá), nasc. em 1851, falec. em 25-03-1898. ELE: Conhecido como Maneca Panta. Em 1900 era delegado de polícia e, conforme Leonardo Gominho: "Maneca Panta e o filho Joaquim, foram envolvidos na morte do promotor negro Pedro Melo, em Floresta, onde estiveram presos por mais de um ano"... (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: (ou Rosa Francisca de Novaes).
B.2.4.8- Benedito Gomes Novaes, nasc. em 1857, cas. em 26-11-1880, com Marcolina Gomes de Barros (filha de David Gomes de Barros e Josefa Gomes de Sá), nasc. em 1860, falec. em 18-12-1892. ELE: Conhecido como Benedito Panta.
N.2.4- Pantaleão Gomes de Sá, nasc. em 1810, falec. em 11-02-1884, cas. em 28-10-1872, com Maria Salustiana Rodrigues de Carvalho (filha de Antônio Rodrigues de Carvalho e Maria Pastora Divina), nasc. em 1850. ELE: (Panta). Morava na Faz.Tapuio, terras da Misericórdia. ELA: Da Faz. "São José," em Itacuruba-PE.
B.2.4.9- Militão Rodrigues de Carvalho, nasc. em 1874, cas. em 16-11-1893, com Vitória Gomes de Sá Novaes (filha de Joaquim Francisco de Sá Conservador e Maria Valéria de São Pedro), nasc. em 1871. ELE: (Militão Panta). Morou inicialmente na Faz. "Misericórdia", da qual era condômino, onde nasceram seus filhos. Depois de algumas desavenças com os parentes, seus vizinhos, vendeu o que era seu e foi embora para o Ceará, onde prosperou e deixou sua ilustre família. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: (ou Vitória Maria Gomes de Sá).
B.2.4.10- Maria Rufina de Sá, nasc. em 1874, cas. em 16-11-1893, com Manoel Joaquim de Sá Novaes (filho de Joaquim Francisco de Sá Conservador e Maria Valéria de São Pedro), nasc. em 1873. ELA: (Maria Panta).. ELE: Morava na Fazenda Mãe d'Água e foi, por algum tempo, delegado em Floresta.
B.2.4.11- João Rodrigues de Sá Carvalho, nasc. em 1876, falec. em 29-11-1900, cas. em 09-04-1893, com Raquel Florinda de Novaes (filha de Manoel Francisco de Novaes e Senhorinha Alves da Luz), nasc. em 1865. ELE: Conhecido como João Panta. Era soldado de polícia e apontado como matador do promotor Pedro Melo. Seu filho "Velho da Cachoeira", um dos informantes deste trabalho, contava as "providências" empregadas por ele nos criminosos que capturava. Não foram poucas... nem boas... Faleceu durante uma diligência policial, vitimado por um tiro acidental, nas imediações da Serra do Umã. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELA: (ou Raquel Alves da Luz Novaes, ou Raquel Senhorinha de Assunção). No casamento, aos 28 anos, seu nome consta como Raquel Senhorinha de Assunção.
B.2.4.12- Ana de Sá Carvalho, nasc. em 1877, falec. em ANTES DE 1921, cas. em 26-05-1907, com Firmino Rodrigues de Carvalho (filho de Manoel Rodrigues de Carvalho e Senhorinha Alves de Carvalho). ELA: Conhecida como Nana Panta. Casou-se com o nome de Ana Alves de Carvalho. Segundo Nivaldo Carvalho, Firmino é seu primo.
B.2.4.13- Francisco Rodrigues de Carvalho, nasc. em 1880, cas. em Jardim, CE, com Maria da Soledade Cruz Neves (filha de Horácio da Cruz Neves e Maria Gracelina de Sá). ELE: (Chico Panta).
B.2.4.14- Pantaleão Rodrigues de Carvalho, nasc. em 1884, falec. em 02-04-1921. NOTAS: (Pantinha). Nasceu após o falecimento de seu pai. Morava Fazenda "Misericórdia". Era solteiro e sem herdeiros descendentes.
N.2.5- Ignácia Maria de Sá, nasc. em 1813, falec. em 23-07-1881; e Joaquim Francisco de Novaes (filho de José Francisco de Novaes e Maria Valéria de Jesus), nasc. em 06-09-1808, falec. em 20-07-1882. ELA: Da Faz. "Jacurutú", terras da Capim Grosso.. ELE: Faleceu vítima de uma mordida fatal de uma cobra cascavel. Era recém nascido em 1808, no inventário de sua mãe.
B.2.5.1- Mariana Gomes de Sá, nasc. em 1802, falec. em 21-11-1876, cas. em 09-10-1856, com José Francisco de Novaes (filho de Pedro José Soares e Maria Vitória da Conceição), falec. em ANTES DE 1876. ELA: (ou Mariana Gomes de Novaes).. ELE: (Zé Pedro).
B.2.5.2- Francisco Antônio de Novaes (Veja família de B.2.2.2)
B.2.5.3- Galdino Francisco de Novaes, nasc. em 1831, cas. com Rosa Francisca de Novaes (filha de José Francisco de Novaes e Josefa Gomes de Sá Novaes), nasc. em 1838, falec. em 15-05-1878. ELA: (ou Rosa Francisca de Lima).
B.2.5.4- José Joaquim de Novaes (Veja família de B.2.4.3)
B.2.5.5- Maria Valéria de Sá, nasc. em 1843, falec. em 16-06-1920. NOTAS: Viúva.
B.2.5.6- Florência Maria de Novaes, nasc. em 1844, falec. em 06-05-1910, cas. em 13-01-1865, com José Gomes da Silva Leal (filho de João da Silva Leal e Maria Gomes de Sá), nasc. em 1842, falec. em 09-08-1881. ELA: (Flor).. ELE: Morador na Faz. "Capim Grosso". Ainda solteiro, raptou em Alagoas a jovem Violante Maria de Jesus, que faleceu de parto da 1ª filha que tiveram.
B.2.5.7- Antônia Gomes de Novaes, nasc. em 1845, falec. em 14-06-1917. NOTAS: (ou Antônia Maria de Sá). Solteira.
B.2.5.8- Joaquim Francisco de Novaes Junior, nasc. em 1849, falec. em 13-01-1879. NOTAS: (Joaquinzinho). Solteiro. O óbito foi registrado em nome de Joaquim Gomes de Novaes.
B.2.5.9- Claudiana Maria de Sá, nasc. em 1850, cas. em 23-11-1869, com Antônio Correia de Melo (filho de Francisco Correia de Melo e Maria Madalena da Silva), nasc. em Freguesia de Curral dos Bois, BA. ELA: (ou Claudiana Gomes de Novaes).
B.2.5.10- Rosa Maria de Sá (Veja família de B.2.4.7)
B.2.5.11- Antônio Joaquim de Novaes, falec. em ANTES DE 1859. NOTAS: (ou Antônio Gomes de Novaes). Faleceu solteiro.
N.2.6- Custódia Maria de Sá (Veja família de N.1.3)
N.2.7- Maria Gomes de Sá, nasc. em 1818, falec. em 1879; e João da Silva Leal (filho de Francisco da Silva Leal e Maria de Souza da Silveira), nasc. em 1816, falec. em 12-09-1889. ELA: (Mariazinha). Morava na Faz. "Capim Grosso".. ELE: (Janjão do Capim Grosso). da Faz. "Capim Grosso".
B.2.7.1- José Gomes da Silva Leal, nasc. em 1842, falec. em 09-08-1881; e Violante Maria de Jesus, falec. em ANTES DE 1865. ELE: Morador na Faz. "Capim Grosso". Ainda solteiro, raptou em Alagoas a jovem Violante Maria de Jesus, que faleceu de parto da 1ª filha que tiveram.
B.2.7.1- José Gomes da Silva Leal, nasc. em 1842, falec. em 09-08-1881, cas. em 13-01-1865, com Florência Maria de Novaes (filha de Joaquim Francisco de Novaes e Ignácia Maria de Sá), nasc. em 1844, falec. em 06-05-1910. ELE: Morador na Faz. "Capim Grosso". Ainda solteiro, raptou em Alagoas a jovem Violante Maria de Jesus, que faleceu de parto da 1ª filha que tiveram.. ELA: (Flor).
B.2.7.2- Galdina Maria de Sá (Veja família de B.2.2.5)
B.2.7.3- Pedro Gomes Leal, profissão: Capitão, nasc. em 1845, cas. em 26-11-1868, com Rosa Gomes de Sá (filha de Narciso Gomes de Sá e Antônia Maria da Purificação), nasc. em 1847, falec. em 24-02-1878. ELE: Morava na Fazenda "Craíbas".. ELA: (ou Rosa Maria da Purificação).
B.2.7.3- Pedro Gomes Leal, profissão: Capitão, nasc. em 1845, cas. em 18-09-1889, com Joana Leopoldina de Sá (filha de Antônio Gomes da Fonseca e Sá e Leopoldina Maria de Sá), nasc. em 1867. ELE: Morava na Fazenda "Craíbas".. ELA: Conhecida como Joaninha Tunico.
B.2.7.4- Manoel Gomes Leal, nasc. em 1847, cas. em 23-01-1881, com Ana Maria de Sá (filha de Manoel Barbosa de Sá e Quitéria Maria de Jesus), nasc. em 1857. ELE: Foram morar em Barra do Jardim, no Ceará.. ELA: (Naninha). Casou-se com o nome de Maria Gomes de Sá.
B.2.7.5- Antônio Gomes Leal, nasc. em 1851, falec. em 28-09-1912, cas. em 01-09-1875, com Antônia Gomes de Sá (filha de Manoel Barbosa de Sá e Quitéria Maria de Jesus), nasc. em 1853. ELE: Da Faz. "Capim Grosso".
B.2.7.6- Ana Maria de Sá, nasc. em 1852, falec. em 12-05-1912, cas. em 24-02-1870, com José Gomes Barbosa (filho de Manoel Barbosa de Sá e Jacinta Maria de Jesus), profissão: Capitão, nasc. em 03-11-1844, falec. em 01-11-1906. ELA: (ou Ana Gomes de Sá). Conhecida como Naninha.. ELE: Nomeado Capitão da 1ª Cia. de Ordenança do 3º Esquadrão de Cavalaria da Guarda Nacional, a 19/05/1883.
B.2.7.7- Isidora Gomes de Sá, nasc. em 1853. NOTAS: Solteira.
B.2.7.8- Benedito Gomes Leal, nasc. em 1857, falec. em 08-01-1945. NOTAS: Solteiro.
B.2.7.9- Marcolina, nasc. em 1858, falec. em ANTES DE 1879. NOTAS: Faleceu criança.
N.2.8- José Valério de Sá, nasc. em 1819, falec. em 06-05-1857, cas. com Victória Maria da Conceição (filha de Pedro José Soares e Maria Vitória da Conceição), nasc. em 1837, falec. em 21-11-1890. ELE: Não teve filhos.
F.3- José Gomes de Sá, profissão: Capitão-comandante; e Feliciana da Silva da Purificação (filha de Joaquim de Almeida da Silva Leal e Maria da Silva), nasc. em Brejinho. ELE: De Gravatá.. ELA: (ou Feliciana da Silva Leal). Da Faz. Riacho, situada na embocadura do riacho dos Mandantes, no rio S. Francisco.
N.3.1- Antônio Gomes de Sá; e Rosa
B.3.1.1- Narciso Gomes de Sá, profissão: Tenente; e Antônia Maria da Purificação (filha de Francisco da Silva Leal e Maria de Souza da Silveira)
B.3.1.2- Gertrudes Gomes de Sá; e Manoel da Silva Leal (filho de Francisco da Silva Leal e Maria de Souza da Silveira). ELA: (ou Gertrudes Francisca de Sá).. ELE: Morava no Curralinho e foi vereador na primeira Câmara Municipal da vila de Floresta, em 1846.
B.3.1.3- Izídio Gomes de Sá; e Antônia
B.3.1.4- Antônio Cipriano Gomes de Sá; e Inácia Gomes de Sá (filha de Miguel Gomes de Sá e Ana Telles de Menezes). ELA: (Inacinha "do Tigre").
N.3.2- Pedro Gomes de Sá; e uma mulher do Ambrósio. ELA: Talvez irmã de Joaninha "do Ambrósio".
B.3.2.1- Antônio Martins de Sá; e Maria Francisca de Sá (filha de Faustino Barbosa e Ana). ELE: Da Faz. "Gravatá", no rio S. Francisco.. ELA: Conhecida como Mariazinha da Lagoa do Pombo.
B.3.2.2- David Gomes de Sá; e Inácia Gomes Pereira (filha de Deodato Pereira e Maria Joana Gomes)
B.3.2.3- Jusa; e Rosa (filha de Faustino Barbosa e Ana). ELE: Morava no Juazeiro, nas margens do riacho dos Mandantes.. ELA: (Da Lagoa do Pombo).
B.3.2.4- Josefa Gomes de Sá; e José Deodato Pereira (filho de Deodato Pereira e Maria Joana Gomes). ELA: Conhecida como Zefinha.
B.3.2.5- Pastora Gomes de Sá; e Anacleto Sanchos Candeia
N.3.3- Manoel Gomes de Sá, profissão: Alferes, nasc. em 1775, falec. em 11-07-1875, cas. com Maria dos Anjos da Purificação (filha de Custódia Gomes de Sá e Luciano Correia de Melo), falec. em 21-10-1867. ELE: O Alferes Manoel Gomes e Maria Correia, foram os fundadores da Faz. Pedra Vermelha, situada na parte de cima da Faz. Capim Grosso. Seus descendentes são os Gonçalves, os Torres e outros.. ELA: (Maria Correia). Criou 16 filhos, conforme relações de herdeiros no seu inventário e de seu marido Manoel, em 1867 e 1875. Entre outros bens foram inventariadas terras nas Fazendas: "Pedra Vermelha"; "Retiro"e "Enjeitado" na Serra do Arapuá; "Fazenda Grande", no Moxotó; "Cabaças" em Salgueiro; "Riacho"; "Cravatá" e "Volta", na margem pernambucana do S. Francisco; e "Tapera" na Bahia. (Vê-se nos citados inventários, que são nomeados os filhos homens em 1º lugar e as filhas mulheres e filhos falecidos em 2º plano). (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.3.3.1- José Gomes de Sá Quirino, nasc. em 1805, cas. com Maria Madalena da Conceição. ELE: Teria deixado onze filhos (Fonte: Leonardo Gominho). Declarou ter 58 anos em 1867, e, 70 em 1875, quando foi inventariante dos pais.
B.3.3.2- Antônio Gomes de Sá, nasc. em 1807; e Antônia Joaquina de Sá (filha de Cipriano Gomes de Sá e Maria José Mendes), nasc. em 1809. ELE: (Antônio Teimoso). Morava na Faz. "Sabiucá", no Rio S. Francisco.. ELA: Conhecida como Antoninha da Lagoa do Pombo.
B.3.3.3- Jacinto Gomes de Sá, nasc. em 1815, falec. em ANTES DE 1867, cas. em 20-08-1840, com Rufina Gomes de Sá (filha de Pedro Gomes de Sá e Ana Joaquina), nasc. em 1822, falec. em 1852
B.3.3.3- Jacinto Gomes de Sá, nasc. em 1815, falec. em ANTES DE 1867
B.3.3.4- Gabriel Gomes de Sá, nasc. em 1816, falec. em 15-02-1876; e Isabel Benvida Gonçalves, nasc. em 1821, falec. em ANTES DE 1874. ELE: Das Cabaças, em Salgueiro. Assinava Gabriel Gomes de Sá Correia.. ELA: Também conhecida como Isabel Gonçalves Torres e Isabel Maria de Jesus, em casamentos e batizados de filhos.
B.3.3.5- Marcelina Gomes de Sá, nasc. em 1817, cas. em 25-11-1840, com Adriano José Ferreira de Melo (filho de Joaquim Ferreira), nasc. em 1814. ELE: (Adriano Gavião).
B.3.3.6- Francisco Gomes de Sá, nasc. em 1819, falec. em 19-03-1899; e Geraldiana Gonçalves Torres (filha de José Gonçalves Torres e Izabel Maria dos Santos). ELE: Morava na Faz. "Pedra Vermelha".. ELA: Também se vê Geraldina, Gerandiana, Guardiana e até Galdina, em documentos diversos.
B.3.3.6- Francisco Gomes de Sá, nasc. em 1819, falec. em 19-03-1899, cas. em 22-11-1852, com Antônia Lourença de Carvalho (filha de Antônio Rodrigues de Carvalho e Maria Pastora Divina), falec. em 29-04-1884. ELE: Morava na Faz. "Pedra Vermelha".
B.3.3.6- Francisco Gomes de Sá, nasc. em 1819, falec. em 19-03-1899; e Alexandra de Souza Ferraz. ELE: Morava na Faz. "Pedra Vermelha".
B.3.3.7- Luciana Gomes de Sá, nasc. em 1821, falec. em ANTES DE 1867, cas. em 25-11-1841, com Joaquim Barbosa de Sá (filho de Manoel Barbosa de Sá e Antônia Lourença), nasc. em 1821, em Freguesia de Santo Antônio de Pambú, BA
B.3.3.8- Ângelo Gomes de Sá, profissão: Capitão, nasc. em 1825, cas. com Maria Angélica de Jesus (filha de Antônio Gomes de Sá e Antônia Joaquina de Sá), nasc. em 1850. ELE: Da Faz. "Cabaças", em Verdejante - PE.. ELA: (ou Maria Joaquina de Sá, ou Maria Gomes de Sá, Mariazinha "da Caraíba"). Casou-se com o nome de Maria Gomes de Sá.
B.3.3.8- Ângelo Gomes de Sá, profissão: Capitão, nasc. em 1825, cas. com Feliciana Gomes de Sá (filha de Antônio Gomes de Sá e Antônia Joaquina de Sá), nasc. em 1852. ELE: Da Faz. "Cabaças", em Verdejante - PE.. ELA: Conhecida como Feliciana "da Caraíba".
B.3.3.9- Cipriano Gomes de Sá Correia, profissão: Alferes, nasc. em 1827, falec. em 13-07-1909; e Maria Geralda de Sá (filha de David Gomes Correia Pindaíba e Geralda Maria de Sá), nasc. em 1836, falec. em 26-08-1900. ELE: Nomeado alferes em 31/01/1859. Assinava também Cipriano Gomes Correia de Sá.
B.3.3.10- David Gomes de Sá Correia, profissão: Alferes, nasc. em 1829, falec. em 1889, cas. com Maria Barbosa de Sá, nasc. em 1845. ELE: (David Correia). Da Faz. "Pedra Vermelha".
B.3.3.10- David Gomes de Sá Correia, profissão: Alferes, nasc. em 1829, falec. em 1889, cas. com Ana Maria de Sá (filha de Manoel Gonçalves Torres e Mariana Gomes de Carvalho). ELE: (David Correia). Da Faz. "Pedra Vermelha".. ELA: Da Faz. Brandões, no S. Francisco.
B.3.3.11- Paulo Gomes de Sá, nasc. em 1831, falec. em 10-04-1904; e Efigênia Gonçalves Torres (filha de José Gonçalves Torres e Izabel Maria dos Santos), nasc. em 1853, falec. em 18-10-1893. ELA: No óbito está com o nome de Fulgência e em outros documentos Figência.
B.3.3.12- João Francisco de Sá, nasc. em 1831, falec. em 24-01-1891, cas. em 26-11-1846, com Carolina Francisca de Jesus (filha de José Francisco de Novaes e Francisca Rosa de Lima). ELE: Da Faz. "Pedra Vermelha". Também conhecido como João Gomes de Sá, conforme óbito em 24.01.1891 aos 60 anos, seria gêmeo com Paulo?. No casamento, consta o nome de João Francisco de Barros Melo (ou João Francisco Benvenuto?).
B.3.3.13- Antônia Gomes de Sá, nasc. em 1832, falec. em 23-07-1886; e Tertuliano Gomes Correia (filho de David Gomes Correia Pindaíba e Geralda Maria de Sá), nasc. em 1830, falec. em 1889. ELA: A tradição diz que: "foi casada a 1ª vez na margem do S.Francisco, do lado baiano, com um marido que a tratava como escrava. O irmão José procurou comprovar os maus tratos sofridos pela irmã. Ficou escondido durante a noite, no curral ligado a casa da fazenda, onde pode comprovar o sofrimento dela. E enfurecido com o cunhado, matou-o a cacetadas, com um cambão que apanhou no dito curral, levando embora a irmã desditosa para a casa do pai, na Faz. "Pedra Vermelha," donde veio, tempos depois, a contrair novo casamento com o primo Terto Correia, da Faz. "Mathias". Por conta desse crime e para fugir da justiça, o irmão "justiceiro" modificou o seu sobrenome, acrescentando ao Gomes de Sá o Quirino que foi adotado por seus descendentes". Não se tem notícias de filhos dela com o 1º marido. (Fonte: Nivaldo Carvalho).. ELE: (Terto). Morava na Fazenda "Mathias," terras da Grande Capim Grosso.
B.3.3.14- Pedro Veríssimo de Sá, falec. em ANTES DE 1867; e Raimunda Maria da Conceição, nasc. em 1828, falec. em 18-11-1886. ELE: Foi o primeiro ou segundo filho do casal.. ELA: "Fiandeira", moradora na Pedra Vermelha.
B.3.3.15- Anna Margarida de Sá, falec. em 1847, cas. com Antônio Gonçalves Torres e Silva (filho de José Gonçalves Torres e Antônia Maria da Conceição), profissão: Capitão, falec. em 10-02-1899. ELA: Morava na Faz. "Olho D'agua da Travessia".
B.3.3.16- Custódia Gomes de Sá, nasc. em 1834, falec. em 07-05-1886; e Antônio Gonçalves Torres e Silva (filho de José Gonçalves Torres e Antônia Maria da Conceição), profissão: Capitão, falec. em 10-02-1899. ELA: Morreu de febre malígna.
N.3.4- Cipriano Gomes de Sá; e Maria José Mendes (filha de Manoel José de Moura e Vitória Angélica de Sá). ELE: Da Faz. "Riacho", no S. Francisco.. ELA: Das famílias Mendes e Maroto. Também conhecida como Maria José de Sá.
B.3.4.1- Antônia Gomes de Sá (Veja família de B.1.6.5)
B.3.4.2- Aninha. NOTAS: Solteira. Conhecida como Aninha do Riacho.
B.3.4.3- Antônia Joaquina de Sá (Veja família de B.3.3.2)
N.3.5- Ana; e Faustino Barbosa. ELA: Conhecida como Aninha da "Lagoa do Pombo".
B.3.5.1- Rosa (Veja família de B.3.2.3)
B.3.5.2- Maria Francisca de Sá (Veja família de B.3.2.1)
B.3.5.3- Antônia Joaquina de Sá
B.3.5.4- Marcelina Gomes de Sá; e José Antão de Souza (filho de Bonifácio de Souza Ferraz e Maria Teresa de Jesus), nasc. em 1818. ELA: (Da Lagoa do Pombo).. ELE: Do Sítio Novo. Foi vereador na Câmara Municipal de Tacaratu, no século passado.
B.3.5.5- David Barbosa de Sá; e Antônia de Souza Ferraz (filha de Bonifácio de Souza Ferraz e Maria Teresa de Jesus), nasc. em 1821. ELA: Conhecida como Totonha.
B.3.5.6- Ana Francisca de Sá; e Francisco Antônio da Silva. ELA: Conhecida como Aninha "do Caldeirão".
B.3.5.7- Antônia Joaquina de Jesus, falec. em 26-06-1865; e Manoel Barbosa de Souza Ferraz (filho de Bonifácio de Souza Ferraz e Maria Teresa de Jesus), nasc. em 1810. ELA: Conhecida como Totonha.. ELE: Da Faz. "Pau Pajeú", em Floresta, PE.
N.3.6- Feliciana Gomes de Sá; e Manoel Telles de Menezes (filho de Capitão Telles de Menezes)
B.3.6.1- Manoel Jerônimo de Menezes; e Maria Angélica de Jesus (filha de Bonifácio de Souza Ferraz e Maria Teresa de Jesus), nasc. em 1815. ELA: (ou Maria Angélica das Virgens). Conhecida como Mariazinha.
B.3.6.2- Francisco Gomes de Menezes; e Guilhermina Gomes de Menezes (filha de Manoel Jerônimo de Menezes e Maria Angélica de Jesus). ELE: Foi procurador da primeira Câmara de Vereadores da vila (então restaurada) de Floresta (1865).
B.3.6.3- Antônio Jesuíno de Menezes; e Angélica Gomes de Menezes (filha de Manoel Jerônimo de Menezes e Maria Angélica de Jesus). ELE: Não deixou filhos.
B.3.6.4- Pedro Gomes de Menezes; e Maria Balbina da Silva (filha de Manoel Freire da Silva e Dominga de Souza Ferraz)
B.3.6.5- João Gomes de Menezes; e Inácia Maria de Menezes. ELE: Foi integrante da primeira Câmara Municipal da vila de Floresta, tomando posse a 13-01-1865.. ELA: (Inacinha).
B.3.6.6- Valentim Telles de Menezes; e Ana Lourenço da Cruz. ELE: Esteve envolvido nas questões da Tapera dos Valentões. Foi nomeado Fiscal da primeira Câmara Municipal da vila de Floresta, em 1865.
N.3.7- Josefa Gomes de Sá Novaes; e José Francisco de Novaes (filho de Antônio Francisco de Novaes e Antônia Maria da Conceição), profissão: Tenente Coronel, falec. em 29-04-1850. ELA: Segundo Nivaldo Carvalho e outros, era prima de seu marido, José Francisco de Novaes.. ELE: Dono da Fazenda "Misericórdia", no Pajeú, apontada como berço da tradicional família Novaes de Floresta-PE, tendo em vista ser ele o único a repassar esse sobrenome para os seus descendentes. Figura importante na formação da história florestana, pois nela exerceu importantes cargos e funções públicas, entre elas: Capitão de Ordenança da 2ª Companhia do Termo de Flores (1818), Juiz Ordinário e de Órfãos do Julgado de Tacaratu (1820 e 1822), Juiz de Órfãos e Ordinário de Cabrobó (s/data). Também foi Delegado do Termo de Floresta, comarca de Flores (1849). Em 25.09.1847, na eleição promovida pela Assembléia Paroquial, obteve 271 votos para eleitor do Senado da Câmara Municipal da Vila da Floresta, onde também foram votados: seu filho de igual nome (José Francisco de Novaes Jr. -"O Capitão Moço") e seu neto Francisco Antônio Gomes Novaes. Em 1843 era dono de terras na serra do Arapuá, onde mantinha um oratório privado, e onde eram celebrados missas, batizados e casamentos. (Fonte: Nivaldo Carvalho).
B.3.7.1- Anna Francisca de Novaes, nasc. em 1812, falec. em 15-08-1894; e Manoel Gomes de Sá (filho de Antônio Luiz Gomes de Sá e Jesuína Gomes Lima), profissão: Major, nasc. em 1822, falec. em 24-06-1872. ELA: Conhecida como Mãe Sinhá.. ELE: (Major Gomes). Foi vereador na primeira Câmara Municipal da vila de Floresta, em 1846. Morava na Faz. Cabeça da Vaca, terras da Misericórdia, no Pajeú.
B.3.7.2- Maria Valéria de Jesus (Veja família de N.2.1)
B.3.7.3- Manoel Francisco de Novaes, profissão: Capitão, nasc. em 1821, falec. em 18-09-1881, cas. em 25-10-1841, com Senhorinha Alves da Luz (filha de José Alves da Luz e Mariana Alves de Assunção), nasc. em 1823, falec. em 12-03-1892. ELE: Residia na Fazenda Pedras, no Pajeú - Floresta-PE.. ELA: Também conhecida por Senhorinha Pires de Carvalho.
B.3.7.4- Maria Teodora de Sá (Veja família de N.2.4)
B.3.7.5- Antônia Jacinta da Conceição (Veja família de B.1.1.6)
B.3.7.6- Rosa Francisca de Novaes (Veja família de B.2.5.3)
N.3.8- Maria Gomes de Sá; e Francisco Xavier de Sá
B.3.8.1- José Xavier de Sá (Veja família de B.1.6.4)

Resumo: 3 filhos, 22 netos, 152 bisnetos, 0 trinetos e 0 tetranetos.


gerações.

Atenção! Relatórios de tetranetos podem gerar uma grande quantidade de dados e não executar corretamente. Se esta mensagem aparecer no final do relatório, então está completo.


 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo