Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Segunda-Feira, 1-3-2021  

Descendência de
José Mariano de Sá
4 gerações (Bisnetos)

1- José Mariano de Sá; e Quitéria Rodrigues do Nascimento (filha de José Carlos Rodrigues do Nascimento e Ana Joana Batista Pereira da Cunha). ELE: Segundo consta, foi casado com uma das filhas de José Carlos Rodrigues, provavelmente Quitéria Rodrigues do Nascimento.
F.1- Isidoro Mariano de Sá; e Ana Gonçalves Lima (filha de Zacarias Gonçalves Lima)
N.1.1- Epifânia Auzéria de Sá, nasc. em C.1838, falec. em 1928; e Manoel Pereira de Aguiar (filho de Joaquim Pereira da Silva e Severina Pereira de Aguiar). ELA: Faleceu com cerca de 90 anos de idade, na casa do filho Joaquim Pereira de Sá.
B.1.1.1- Joaquim Pereira de Sá; e Maria Augusta Amaral de Sá (filha de Francisco do Amaral). ELA: (Manoca).
B.1.1.2- Espiridião Mariano de Sá Pereira
B.1.1.3- Ana Pereira de Sá, falec. em 07-10-1902; e Cassiano Pereira da Silva (filho de Sebastião Pereira da Silva e Januária Pereira da Silva). ELA: (Naninha). Faleceu em Vila Bela com 25 anos de idade.
B.1.1.4- Isidoro Pereira de Aguiar; e Francisca Pereira de Souza (filha de Antônio Pereira Nunes de Souza e Maria José Nunes de Souza)
N.1.2- Espiridião Mariano de Sá; e Januária Pereira Maranhão (filha de Sebastião Pereira da Silva e Maria Febrônea Pereira da Silva)
B.1.2.1- José Gomes de Sá, nasc. em 06-12-1901, em Custódia, PE, cas. em 24-11-1927, em Geritacó, com Quitéria Lopes de Siqueira. ELE: Escrivão federal da Coletoria de Alagoa de Baixo, Afogados da Ingazeira e São José do Egito, deputado Estadual em 4 ou 5 legislaturas e presidente da Caixa Econômica Federal de Pernambuco.
B.1.2.2- Maria Josefina Gomes de Sá, falec. em 20-01-1965; e Ernesto Alves de Queiroz (filho de Francisco Alves de Queiroz Neto e Álvara de Góes Melo), nasc. em 20-07-1898, em Fazenda Malhadinha, Sertânia, PE, falec. em 27-02-1964. ELE: Comprou, em 1931, do coronel Ernani Araújo, a Descaroçadora de Algodão de Custódia, e foi também proprietário da Fazenda Umbuzeiro, onde funcionava uma Fabrica de Caroá, com 13 maquinas. Foi vereador em Custodia (1935/1937), prefeito de Custódia (1939/1944), tabelião em Pedra de Buique (1945/1947) e prefeito de Custódia (1947/1951 e 1959/1963). Morreu assassinado, em Caruaru (PE), por questões politicas no seu município.
N.1.3- Gorgonho Mariano de Sá. NOTAS: Morreu solteiro na fazenda Piutá, em Sertânia.
N.1.4- Constância Pereira de Sá; e Joaquim Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva e Jacintha Océlia de Santo Antônio), nasc. em 1804, falec. em 1890. ELE: Proprietário da fazenda Carnaúba (segundo Venício Feitosa Neves).
B.1.4.1- Antônio Pereira da Silva; e Joaquina Gomes de Sá (filha de José Gomes de Sá Maranhão e Manuela Pereira)
B.1.4.2- Jonas Pereira Lins, cas. com Veneranda Pereira Nunes (filha de Deodato Pereira da Silva e Filadélfia Pereira da Silva). ELE: Da fazenda Carnaúba.
B.1.4.3- Isidoro Pereira Lins; e Maria Pereira da Silva (filha de Manoel Sebastião Pereira da Silva e Jacinta Pereira da Silva)
B.1.4.4- Luís Pereira de França; e Abigail Pereira (filha de Conrado José de Lorena e Sá e Ana Pereira da Silva). ELE: (Seu Mina).
B.1.4.5- Edwiges Pereira da Silva; e Sebastião Pereira da Silva (filho de Manoel Sebastião Pereira da Silva e Jacinta Pereira da Silva). ELE: (Baiãozinho da Aldeiota).
B.1.4.6- Ana Pereira Neves, cas. em 18-12-1898, com Napoleão Franco da Cruz Neves (filho de Francisco da Cruz Neves e Antônia Maria de Jesus), nasc. em Jardim, CE, falec. em 1923. ELA: (Donana da Carnaúba).. ELE: Do sítio Massapê - Jardim, CE.
B.1.4.7- Jacinta Pereira da Silva; e Lúcio Pereira Maranhão (filho de José Gomes de Sá Maranhão e Manuela Pereira). ELA: Da Carnaúba.
B.1.4.8- Manoel Pereira Lins, nasc. em 23-06-1868, falec. em 1964; e Maria Pereira da Silva (filha de Deodato Pereira da Silva e Filadélfia Pereira da Silva), nasc. em 23-06-1868, falec. em 01-08-1964. ELE: (Né da Carnaúba). Foi prefeito de São José do Belmonte - PE, de 1902 a 1904 e vereador em Serra Talhada em três legislaturas (1922 a 1928).
B.1.4.8- Manoel Pereira Lins, nasc. em 23-06-1868, falec. em 1964; e Ana Pereira da Silva (filha de Deodato Pereira da Silva e Filadélfia Pereira da Silva). ELE: (Né da Carnaúba). Foi prefeito de São José do Belmonte - PE, de 1902 a 1904 e vereador em Serra Talhada em três legislaturas (1922 a 1928).
B.1.4.8- Manoel Pereira Lins, nasc. em 23-06-1868, falec. em 1964; e Pautília de Menezes Lins (filha de Benevides de Souza Menezes e Ana Jacinta de Menezes). ELE: (Né da Carnaúba). Foi prefeito de São José do Belmonte - PE, de 1902 a 1904 e vereador em Serra Talhada em três legislaturas (1922 a 1928).
N.1.5- Luciana Eponina de Sá, falec. em 1924
N.1.6- Jonas Mariano de Sá. NOTAS: Inspetor do Telégrafo Nacional. Morreu no Estado do Espírito Santo.
N.1.7- Conrado José de Lorena e Sá, nasc. em 1842, falec. em 17-05-1895; e Ana Pereira da Silva (filha de Joaquim Pereira da Silva e Severina Pereira de Aguiar)
B.1.7.1- Antônio Conrado de Lorena e Sá, cas. com Josepha Pereira da Silva (filha de José Pereira de Aguiar e Jacintha Océlia Pereira da Silva)
B.1.7.2- Joaquim Conrado
B.1.7.3- José Conrado
B.1.7.4- Manoel Conrado de Lorena e Sá, cas. com Francisca Pereira de Aguiar (filha de José Pereira de Aguiar e Jacintha Océlia Pereira da Silva)
B.1.7.5- Abigail Pereira (Veja família de B.1.4.4)
B.1.7.6- Ana Conrado
B.1.7.7- Isidoro Conrado de Lorena e Sá; e Maria Benigna de Sá (filha de Custódio José da Gama e Maria Pereira da Silva)
N.1.8- Isaias Gonçalves Lima
F.2- Joana Mariano de Sá; e Alexandre Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva e Jacintha Océlia de Santo Antônio), nasc. em 1807, falec. em 18-05-1838. ELE: Morto pelos fanáticos do Reino Encantado da Pedra Bonita, em Vila Bela. Ele recebia uma publicação católica, edição especializada para as novenas de maio, que falava sobre a vida do beato francês, Félix de Valois. Muito comovido com a história, ele falou para esposa Joana: "Vou adotar este sobrenome para os nossos filhos". Surgindo assim, em 1829, seu segundo filho que recebeu  o nome de Constância Pereira Valões; o terceiro foi Aureliano Pereira Valões, que nasceu em 1832.
N.2.1- Antônio Alexandre Pereira da Silva, nasc. em 1827
N.2.2- Constância Pereira Valões, nasc. em 1829, cas. em 25-07-1845, com Manoel Pereira de Sá (filho de João Pereira da Silva e Antônia Isabel de Sá), profissão: Tenente, nasc. em 1827. ELA: Consta na certidão de casamento Constância Pereira de Santo Antônio.
Pesquisado por Joaquim Pereira da Silva.
B.2.2.1- Antônio Alexandre Pereira Silva; e Isabel Pereira da Silva (filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva). ELE: Cionhecido como Tonho Barraca.. ELA: (Bela).
N.2.3- Aureliano Pereira Valões, profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1832, falec. em 1891; e Nome Desconhecido. ELE: Foi o primeiro varão com o sobrenome "Valões".. ELA: Era filha de sua moradora.
B.2.3.1- Caetano de Souza Valões, nasc. em 1855
B.2.3.2- Aureliana de Souza Valões, nasc. em 1857
B.2.3.3- Pedro de Souza Valões, nasc. em 1859
N.2.3- Aureliano Pereira Valões, profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1832, falec. em 1891, cas. com Dária Perpétua da Silva (filha de Joaquim Nunes da Silva e Josefa Pereira da Silva). ELE: Foi o primeiro varão com o sobrenome "Valões".
B.2.3.4- Alexandre Pereira de Valões, nasc. em 06-05-1856, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 14-03-1930, cas. com Francisca Pereira da Silva (filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva), nasc. em São José do Belmonte, PE. ELE: Ao falecer, deixou dois filhos que foram reconhecidos.
B.2.3.4- Alexandre Pereira de Valões, nasc. em 06-05-1856, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 14-03-1930, cas. com Ana do Espírito Santo (filha de Francisco Pereira da Silva e Joaquina Maria dos Santos). ELE: Ao falecer, deixou dois filhos que foram reconhecidos.. ELA: (Mãe Donana). Viúva, foi para Alagoas em meados de 1932, após a grande seca da época. Faleceu provavelmente em 1955 na cidade de Palmeiras dos Índios, Alagoas, e sepultada no cemitério municipal local.
B.2.3.4- Alexandre Pereira de Valões, nasc. em 06-05-1856, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 14-03-1930, cas. com Nome Desconhecido. ELE: Ao falecer, deixou dois filhos que foram reconhecidos.
B.2.3.4- Alexandre Pereira de Valões, nasc. em 06-05-1856, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 14-03-1930, cas. com Nome Desconhecido. ELE: Ao falecer, deixou dois filhos que foram reconhecidos.
B.2.3.5- José Pereira de Valões, nasc. em 1858, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 1909, cas. em 1878, com Ana Pereira da Silva. ELE: Neto de Alexandre Pereira da Silva.. ELA: Faleceu de parto, juntamente com a criança recém-nascida.
B.2.3.5- José Pereira de Valões, nasc. em 1858, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 1909, cas. com Maria Emília Valões (filha de Manoel Pereira da Silva e Sá e Úrsula Alves de Barros). ELE: Neto de Alexandre Pereira da Silva.. ELA: (Dona).
B.2.3.6- Cornélio Pereira de Valões, nasc. em 1860, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, cas. com Jacinta Pereira Tintão (filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva). ELA: (Sintô).
B.2.3.7- Antônio Batista Pereira da Silva, nasc. em 1861, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE; e Josefa Pereira da Silva (filha de Joaquim Pereira da Silva Tintão e Maria José Pereira da Silva). ELE: (Batista Valões).
N.2.3- Aureliano Pereira Valões, profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1832, falec. em 1891, cas. com Maria José Pereira da Silva (filha de Joaquim Nunes da Silva e Josefa Pereira da Silva). ELE: Foi o primeiro varão com o sobrenome "Valões".
B.2.3.8- Constância Pereira da Silva; e Manoel Pereira da Silva e Sá (filho de Francisco Pereira da Silva e Ana Mariano de Sá). ELE: (Manoel da Passagem do Meio).
B.2.3.9- Genésio Pereira Valões, cas. com Maria Martiniana de Andrada
B.2.3.10- Gertrudes Pereira da Silva
B.2.3.11- Fenelon Pereira da Silva
B.2.3.12- Joaquim Pereira da Silva
F.2- Joana Mariano de Sá; e Manoel Francisco Magalhães (filho de Braz Nunes de Magalhães e Uma Índia Cariri)
N.2.4- Uma Filha
B.2.4.1- Virgulino Pereira da Silva
F.3- Carlos Mariano de Sá. NOTAS: Antigo chefe político do município de Alagoa de Baixo. Com descendentes.
F.4- David Mariano de Sá
F.5- Ana Mariano de Sá, cas. em 1814, com Francisco Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva e Jacintha Océlia de Santo Antônio), profissão: Coronel, nasc. em 1793. ELA: (ou Manuela ?). ELE: Fundador da Vila de São Francisco. Vila Pajeú.
N.5.1- Manoel Pereira da Silva e Sá, cas. com Úrsula Alves de Barros (filha de Francisco Alves da Fonseca e Ana Maria das Virgens), falec. em 1877. ELE: (Manoel da Passagem do Meio).. ELA: (ou Úrsula Benigna das Virgens).
B.5.1.1- Ana Benigna das Virgens, cas. com Praxedes Nunes de Barros (filho de João Nunes de Barros e Joaquina Mamede da Silva). ELE: Da Fazenda Preces.
B.5.1.2- Benvenuta Pereira Nogueira, cas. com João Barbosa Nogueira (filho de José Barbosa Nogueira e Claudiana Maria das Virgens). ELE: Residia na Fazenda Serra Vermelha, em Serra Talhada, PE.
B.5.1.3- Águeda Pereira da Silva, cas. com Sebastião Pereira de Aguiar (filho de Joaquim Pereira da Silva e Severina Pereira de Aguiar). ELE: (Baiãozinho do Exu Velho).
B.5.1.4- Francisco Pereira da Silva Neto, cas. com Generosa Pereira da Silva (filha de Andrelino Pereira da Silva e Maria Pereira da Silva), nasc. em 1849. ELE: (Francisco da Ipoeira).
B.5.1.5- José Pereira da Silva e Sá, cas. com Manuela Benigna de Barros (filha de João Nunes de Barros e Joaquina Mamede da Silva). ELE: Conhecido como Zuza da Canafístula. Tomou Pedro da Luz, da fazenda Barrinha, na Serra do Umã, como padrinho de um de seus filho. Em homenagem ao padrinho, seu filho passou a se assinar com o seu nome, vindo daí os Pereiras da Luz. Foi o 5° prefeito de Serra Talhada - 1904/1907.. ELA: (Leleca).
B.5.1.6- Tereza Maria das Virgens, cas. com José Alves dos Santos Filho (filho de José Alves dos Santos e Carolina Jocelina da Silva). ELA: (ou Tereza Pereira da Silva).. ELE: (Zé Terto).
B.5.1.7- Luiz Pereira da Silva e Sá, nasc. em 1864, cas. em 30-10-1892, com Ana Nunes de Barros (filha de João Nunes de Barros e Joaquina Mamede da Silva), nasc. em 1846. ELE: Dono da Fazenda Casa Velha.. ELA: (ou Ana Benigna das Virgens).
B.5.1.8- Maria Emília Valões, cas. com José Pereira de Valões (filho de Aureliano Pereira Valões e Dária Perpétua da Silva), nasc. em 1858, em Fazenda Serrotinho, Belmonte, PE, falec. em 1909. ELA: (Dona).. ELE: Neto de Alexandre Pereira da Silva.
B.5.1.9- Luzia Pereira da Silva, cas. com Sebastião Pereira de Aguiar (filho de Joaquim Pereira da Silva e Severina Pereira de Aguiar). ELE: (Baiãozinho do Exu Velho).
B.5.1.10- Praxedes Pereira da Silva e Sá, cas. com Ana Nogueira (filha de Francisco Ramos Nogueira e Catarina Benigna das Virgens). ELE: Dono da Fazenda Taboleiro.. ELA: (Naninha).
B.5.1.11- Ezequiel Pereira da Silva, nasc. em 1872, cas. em 27-02-1897, com Maria Pereira de Sá (filha de Antônio Pereira da Silva Barros e Ana Nogueira de Barros), nasc. em 1878. ELE: Da Fazenda Preces.
B.5.1.11- Ezequiel Pereira da Silva, nasc. em 1872, cas. em 16-06-1901, com Manoela Benigna de Barros (filha de Praxedes Pereira da Silva e Sá e Ana Nogueira). ELE: Da Fazenda Preces.
B.5.1.12- Constância Pereira da Silva. NOTAS: Solteira.
N.5.1- Manoel Pereira da Silva e Sá; e Constância Pereira da Silva (filha de Aureliano Pereira Valões e Maria José Pereira da Silva). ELE: (Manoel da Passagem do Meio).
B.5.1.13- Manoel Pereira da Silva Filho, cas. com Maria Pereira de Aguiar (filha de Sebastião Pereira de Aguiar e Luzia Pereira da Silva). ELE: (Né Pereira ou Né Dadu). Após o assassinato do tio, Padre Pereira, ele tomou pra si o intuito de realizar as vinganças contra a família Carvalho. Nisso, formou um bando de cangaceiros que ocasionalmente atacavam as fazendas Umburana, Piranhas e Varzea do Ú. Por ser protegido pelo seu padrinho, coronel Antônio Pereira, Né Pereira sofreu dura perseguição da polícia pernambucana que mandou para a região diversos oficias para apaziguar a famosa questão nordestina. Em 16 de outubro de 1916, na Fazenda Serrinha, em Serra Talhada (PE), Né Pereira foi assassinado a traição enquanto dormia por um de seus cabras, de nome Zé Grande (Palmeira). Movido por vingança, seu irmão mais novo, Sebastião Pereira e Silva (Sinhô Pereira), acompanhado do primo Luiz Padre, formaram um bando de cangaceiros que durante 5 anos (1917/1922) reinaram no cangaço nordestino até que foram embora do Nordeste. (Fonte: Vila Bela, os Pereiras e Outras Histórias, pag. 307, Luis Wilson).
B.5.1.14- João Pereira da Silva, cas. com Úrsula Pereira de Sá (filha de Antônio Pereira da Silva Barros e Ana Nogueira de Barros). ELA: Sobrinha de seu marido.
B.5.1.15- José Pereira da Silva; e Virtuosa Pereira da Silva (filha de Deodato Pereira da Silva e Filadélfia Pereira da Silva). ELE: (Zé Menino).. ELA: (Filó).
B.5.1.16- Joaquim Aureliano Pereira da Silva, cas. com Maria José Bizarria de Araújo (filha de Manoel Bizarria Feitosa e Joaquina Pereira de Araújo). ELE: (Quincas). Foi para Minas Gerais morar com o irmão Sinhô Pereira, adotou o sobrenome Araújo e fez parte da família Maranhão. Logo que chegou em Minas, separou-se da esposa, ficando ela em Patos e ele em Lagoa Grande com o irmão Sinhô Pereira.. ELA: (Lica).
B.5.1.17- Aureliano Pereira da Silva
B.5.1.18- Antônio Pereira da Silva Barros, cas. com Ana Nogueira de Barros. ELE: (Antônio da Passagem do Meio).
B.5.1.19- Sebastião Pereira da Silva, nasc. em 20-01-1896, em Vila Bela, PE, falec. em 21-08-1979; e Alina Araújo. ELE: (Sinhô Pereira). O caçula de 22 irmãos. Entrou para o cangaço, com a aquiescência da família, no ano de 1916, após a morte do irmão NÉ DADU. Formou bando para executar vindita contra alguns membros da família Carvalho. Foi um dos maiores expoentes na história do cangaço. Abandonou a luta no ano de 1922, indo para Goiás, deixando o bando na chefia de Lampião. (por Jorge Remígio). Em entrevista dada a Luiz Conrado de Lorena e Sá, em 1971, respondendo à pergunda "Por que Virgulino Ferreira da Silva ganhou o apelido de Lampião?", Sinhô Pereira respondeu: "Num combate, à noite, na fazenda Quixaba, o nosso companheiro Dé Araújo comentou que a boca do rifle de Virgulino mais parecia um lampião. Eu reclamei, dizendo que munição era adquirida a duras penas. Desse episódio resultou o Lampião que aterrorizou o Nordeste.". Dé Araújo era o apelido de Manoel Cavalcanti de Araújo (ou Rodrigo de Souza Nogueira, nome que adotou ao sair do cangaço), filho de João Antônio de Souza Araújo e Pacífica Benvinda Cavalcanti de Albuquerque. Sinhô Pereira foi considerado o maior inimigo dos Carvalhos. Era conhecido em Lagoa Grande-MG, como Francisco Maranhão e Chico Maranhão. Viveu maritalmente com Alina Araújo.. ELA: De Jati-CE.
N.5.2- Deodato Pereira da Silva; e Filadélfia Pereira da Silva (filha de José Mateus Pereira da Silva e Joaquina Pereira da Silva)
B.5.2.1- José Deodato Pereira da Silva; e Constância Eponina Pereira de Sá (filha de Lúcio Pereira Maranhão e Jacinta Pereira da Silva). ELE: (Cazuza Deodato). Proprietário da fazenda Olho d'Água, em Vila Bela.
B.5.2.2- Maria Pereira da Silva (Veja família de B.1.4.8)
B.5.2.3- Joaquina Pereira da Silva; e Fortunato Gonçalves Torres
B.5.2.4- Ana Pereira da Silva; e Manoel Pereira Lins (filho de Joaquim Pereira da Silva e Constância Pereira de Sá), nasc. em 23-06-1868, falec. em 1964. ELE: (Né da Carnaúba). Foi prefeito de São José do Belmonte - PE, de 1902 a 1904 e vereador em Serra Talhada em três legislaturas (1922 a 1928).
B.5.2.5- Francisca Pereira de Araújo; e Antônio Alves de Araújo Maroto (filho de Galdino Alves de Araújo Maroto e Francisca Pereira da Silva). ELE: (Antônio Maroto). De Jati, Ceará.
B.5.2.6- Veneranda Pereira Nunes (Veja família de B.1.4.2)
B.5.2.7- Virtuosa Pereira da Silva (Veja família de B.5.1.15)
N.5.3- Manoel Pereira da Silva Jacobina; e Francisca Pereira da Silva (filha de Andrelino Pereira da Silva e Maria Pereira da Silva), nasc. em 1847. ELE: (Padre Pereira). Figura respeitada e acatada na cidade, tinha esse apelido de padre por ter estudando no Seminário de Olinda. Foi eleito o 2º prefeito de Serra Talhada (1895/1898). Após a morte do sogro, Barão do Pajeú, ele liderou juntamente com o cunhado, Antônio Pereira, a chefia politica da família Pereira. Devido a questão familiar entre Pereira e Carvalho, no inicio do século XIX, Padre Pereira foi assassinado em 20 de outubro de 1907, aos 72 anos, na Fazenda Poço da Pedra, em Serra Talhada (PE). O crime recaiu ao cabra Luís de França (jagunço do major João Barbosa Nogueira, genro de Manoel Pereira da Silva - Manoel da Passagem do Meio e esposo de Benvenuta, sobrinha de Padre Pereira). Anos depois, em 1914, o filho do mesmo Luiz Padre matou por vingança o cabra Luís de França, no povoado de São João do Barro Vermelho, em Serra Talhada. (Fonte: Vila Bela, os Pereiras e Outras Histórias, pag. 280, Luis Wilson).. ELA: (Chiquinha).
B.5.3.1- Antônio Pereira da Silva Jacobina; e Ana Pereira de Araújo (filha de Galdino Alves de Araújo Maroto e Francisca Pereira da Silva). ELE: (Antônio Padre).. ELA: (Santa Maroto).
B.5.3.2- Luís Pereira da Silva, nasc. em 12-02-1891, em Serra Talhada, PE, falec. em 06-04-1965, cas. em 1923, em Dianópolis, TO, com Amélia Póvoa Araújo (filha de Benedito Pinto de Cerqueira Póvoa e Amélia Rosa da Silva Costa), nasc. em 15-01-1910, em Dianópolis, TO, falec. em 20-07-1968. ELE: (Luís Padre). Em Goiás apresentava-se com o nome de José Araújo e Silva ou Zeca Piauí. Faleceu de uma operação mal sucedida de vesícula.
B.5.3.3- Benjamim Pereira da Silva. NOTAS: (interdito).
B.5.3.4- Maria Océlia Pereira de Araújo, falec. em 1908, cas. em 1906, com Crispim Pereira de Araújo (filho de Galdino Alves de Araújo Maroto e Francisca Pereira da Silva), nasc. em 1888, em Brejo Santo, CE, falec. em 19-05-1953. ELE: (Ioiô Maroto).
B.5.3.5- Ana Pereira da Silva. NOTAS: (interdita, doente).
N.5.4- Joaquina Mamede da Silva, cas. com João Nunes de Barros (filho de Manoel Lopes de Barros e Úrsula Maria das Virgens). ELE: Da Fazenda Preces, da Serra Vermelha. Morreu louco.
B.5.4.1- Ana Nunes de Barros (Veja família de B.5.1.7)
B.5.4.2- Praxedes Nunes de Barros (Veja família de B.5.1.1)
B.5.4.3- Manuela Benigna de Barros (Veja família de B.5.1.5)
B.5.4.4- Maria Benigna de Barros, cas. com Raimundo Xavier de Moraes (filho de Antônio Xavier de Moraes e Úrsula Maria Nogueira de Moraes). ELA: (Dona).
B.5.4.5- Constância Nunes Pereira, cas. com Luiz Pereira de Aguiar (filho de Sebastião Pereira de Aguiar e Luzia Pereira da Silva). ELA: Da Fazenda Malhada da Areia.. ELE: (Luiz Baião do Jatobá).
B.5.4.5- Constância Nunes Pereira, cas. com Francisco Lopes da Silva Barros (filho de André Barbosa da Cunha e Maria da Silva Barros), nasc. em 1863. ELA: Da Fazenda Malhada da Areia.
B.5.4.6- Gertrudes da Silva Barros, cas. com Antônio Barbosa de Barros (filho de André Barbosa da Cunha e Maria da Silva Barros), nasc. em 1851. ELA: Da Fazenda Ponta do Poço.. ELE: (Toinho).
B.5.4.7- Sebastião Nunes de Barros, nasc. em 1855, cas. em 13-06-1894, com Maria Benigna de Barros (filha de Praxedes Nunes de Barros e Ana Benigna das Virgens). ELE: Faleceu solteiro.
B.5.4.8- Manoel Nunes de Barros, nasc. em 1860, cas. em 30-10-1892, com Joaquina Mamede da Silva (filha de Praxedes Nunes de Barros e Ana Benigna das Virgens), nasc. em 1869
B.5.4.9- Cincinato Nunes de Barros, cas. com Luzia Alves de Barros (filha de José Alves da Fonseca Barros e Isabel Maria da Silva Barros). ELE: (Natinho).
B.5.4.10- Francisco Nunes de Barros, cas. com Luíza Pereira da Silva (filha de Francisco Pereira da Silva Neto e Generosa Pereira da Silva). ELA: (Mãe Zuzu).
N.5.5- Manuela Pereira; e José Gomes de Sá Maranhão (filho de Cirilo Gomes de Sá e Ana Furtado Leite). ELE: (Cazuza Maranhão).
B.5.5.1- Manoel Pereira de Sá Maranhão; e Januária Linda de Barros (filha de José Lopes Diniz Rodrigues e Josefa Gonçalves Torres). ELE: (Neco Maranhão). Proprietário da fazenda Esperança.
B.5.5.2- Lúcio Pereira Maranhão (Veja família de B.1.4.7)
B.5.5.2- Lúcio Pereira Maranhão; e Constância Pereira Maranhão
B.5.5.3- Simplício Pereira Maranhão; e Santa Brandão. ELA: De Afogados da Ingazeira.
B.5.5.4- Aureliano de Sá Maranhão
B.5.5.4- Aureliano de Sá Maranhão; e Januária Pereira da Silva (filha de Andrelino Pereira da Silva e Maria Pereira da Silva), nasc. em 1845
B.5.5.5- Francisco Emídio de Sá Maranhão; e Francisca Alves de Sá Carvalho (filha de Francisco Alves de Carvalho e Sá e Teresa Maria de Jesus)
B.5.5.6- Antônio Pereira Maranhão
B.5.5.7- Maria Febrônea Pereira da Silva; e Sebastião Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva e Jacintha Océlia de Santo Antônio), profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1800. ELA: Sobrinha de seu marido, Sebastião Pereira da Silva.. ELE: (Sebastião do Baixio). Foi proprietário da fazenda Baixio. Teve 32 filhos nos dois matrimônios.
B.5.5.8- Joaquina Gomes de Sá (Veja família de B.1.4.1)
B.5.5.9- Ana; e Benedito de Sá Maranhão (filho de Manoel Pereira de Sá Maranhão e Januária Linda de Barros)
B.5.5.10- Úrsula; e José Pires Brandão (filho de Roque Pires Brandão e Rita Rosa de Jesus)
B.5.5.11- Felipe
B.5.5.12- José de Sá Maranhão
N.5.6- Jacinta Pereira da Silva; e Manoel Sebastião Pereira da Silva (filho de Sebastião Pereira da Silva e Januária Pereira da Silva), profissão: Major. ELE: (Baião da Aldeiota).
B.5.6.1- Sebastião Pereira da Silva (Veja família de B.1.4.5)
B.5.6.2- Maria Pereira da Silva (Veja família de B.1.4.3)
B.5.6.3- Joaquina
B.5.6.4- Luiza
B.5.6.5- Francisca
B.5.6.6- Ana
B.5.6.7- Januária
B.5.6.8- Antônio Baião
B.5.6.9- Amaro
B.5.6.10- José
B.5.6.11- Francisco
N.5.7- Maria Pereira da Silva; e Andrelino Pereira da Silva (filho de Manoel Pereira da Silva e Francisca Aragão da Silva), nasc. em 1823, em Fazenda Belém, Serra Talhada, PE, falec. em 30-12-1901. ELE: Comissário de Serra Talhada, comandante-superior de Flores, Ingazeira e Vila Bela, major e depois coronel da Guarda Nacional, Intendente do Município, Cavaleiro de Cristo e Comendador da Imperial Ordem da Rosa. Foi condecorado com o título de Barão do Pajeú em 10-12-1888. Foi também o primeiro prefeito de Vila Bela (1892-1895).
B.5.7.1- Manoel Pereira da Silva, nasc. em 1843; e Joana Diniz Florentino. ELE: Conhecido por "seu" Né da Caiçara.
B.5.7.2- Januária Pereira da Silva, nasc. em 1845, cas. com José Simplício Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva Neto e Generosa Pereira da Silva), nasc. em 1855, em Fazenda Olho D'Água, São José do Belmonte, PE, falec. em 28-12-1880
B.5.7.2- Januária Pereira da Silva (Veja família de B.5.5.4)
B.5.7.3- Francisca Pereira da Silva (Veja família de N.5.3)
B.5.7.4- Generosa Pereira da Silva (Veja família de B.5.1.4)
B.5.7.5- Ana Maria Pereira da Silva, nasc. em 1850, cas. com Francisco Pereira da Silva (filho de Manoel Pereira de Souza). ELA: (Ana do Cedro).. ELE: (Chiquinho do Cedro). Da fazenda Cedro.
N.5.8- Benjamim Pereira. NOTAS: Falecido aos 2 ou 3 anos de idade.
F.6- Antônia Isabel de Sá, cas. em 1807, com João Pereira da Silva (filho de José Pereira da Silva e Jacintha Océlia de Santo Antônio), nasc. em 1786. ELE: Proprietário da fazenda São Cristóvão, em Belmonte. Os nomes de seus filhos foram obtidos com Joaquim Pereira da Silva, que teve acesso ao inventário de João no Memorial da Justiça.
N.6.1- Josefa Pereira da Silva, nasc. em 1787, cas. em 1805, com Joaquim Nunes da Silva (filho de Aniceto Nunes da Silva e Antônia Lourenço de Aragão). ELA: Foi proprietária da fazenda Serrote. (segundo Venício Feitosa Neves). Joaquim Pereira da Silva detém documentos informando que é filha de João Pereira da Silva e Antônia Isabel de Sá. O inventário de seu pai encontra-se no Memorial da Justiça. Além do inventário, têm dois casamentos, na Paróquia de Villa Bella, de Filhas de Joaquim Nunes (#6052) e Josefa (#50723), onde consta que são netas de João Pereira da Silva e sua esposa Antônia Izabel de Sá.
B.6.1.1- João Pereira da Silva Nunes, cas. com Francisca Pereira da Silva (filha de José Pereira da Silva Neto e Generosa Pereira da Silva). ELA: (Dona).
B.6.1.2- José Avelino Pereira da Silva, cas. com Maria Pereira da Silva (filha de José Pereira da Silva Neto e Generosa Pereira da Silva). ELA: (Iaiá).
B.6.1.3- Manoel Pereira da Silva Nunes
B.6.1.4- Antônio Simplício Pereira da Silva
B.6.1.5- Alexandre Pereira da Silva Nunes, cas. com Clara Maria de Siqueira
B.6.1.6- Francisco Pereira da Silva Nunes
B.6.1.7- Esperidião Pereira da Silva Nunes; e Gertrudes Gomes de Carvalho (filha de José Alves de Carvalho e Maria dos Santos de Carvalho)
B.6.1.8- Maria José Pereira da Silva, cas. com Joaquim Pereira da Silva Tintão (filho de Manoel Pereira da Silva e Francisca Aragão da Silva), nasc. em 1820
B.6.1.8- Maria José Pereira da Silva, cas. com Aureliano Pereira Valões (filho de Alexandre Pereira da Silva e Joana Mariano de Sá), profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1832, falec. em 1891. ELE: Foi o primeiro varão com o sobrenome "Valões".
B.6.1.9- Jacintha Océlia Pereira da Silva, cas. com José Pereira de Aguiar (filho de Joaquim Pereira da Silva e Severina Pereira de Aguiar), profissão: Coronel. ELE: Da fazenda Tamboril. Foi casado com uma neta de Aniceto Nunes da Silva e, durante muitos anos exerceu a chefia política do município de Belmonte-PE.
B.6.1.10- Úrsula Pereira da Silva
B.6.1.11- Francisca Océlia Pereira da Silva
B.6.1.12- Dária Perpétua da Silva, cas. com Aureliano Pereira Valões (filho de Alexandre Pereira da Silva e Joana Mariano de Sá), profissão: Major da Guarda Nacional, nasc. em 1832, falec. em 1891. ELE: Foi o primeiro varão com o sobrenome "Valões".
N.6.2- Cândido Pereira da Silva
N.6.3- Jacinto Pereira da Silva
N.6.4- José Mateus Pereira da Silva; e Joaquina Pereira da Silva (filha de Manoel Pereira da Silva e Francisca Aragão da Silva), nasc. em 1828, falec. em 14-09-1890
B.6.4.1- Sebastião Pereira da Silva
B.6.4.2- Filadélfia Pereira da Silva (Veja família de N.5.2)
B.6.4.3- Francisca Pereira da Silva, cas. com Galdino Alves de Araújo Maroto. ELA: (Chiquinha Maroto).. ELE: Da Fazenda Queimada Grande.
B.6.4.4- João Pereira da Silva, cas. com Generosa Pereira da Silva (filha de João Pereira da Silva Nunes e Francisca Pereira da Silva). ELA: (Sinharinha).
B.6.4.5- Januária Pereira da Silva. NOTAS: (Nuca). Solteira.
B.6.4.6- Antônia Pereira da Silva, cas. com João Ribeiro de Barros Feitosa. ELE: Da Fazenda Malhada.
N.6.5- Manoel Pereira de Sá (Veja família de N.2.2)
N.6.6- Ritta
F.7- Manoel Mariano da Silva; e Maria de Souza Sá (filha de Manoel Nunes de Magalhães)
N.7.1- Jonas Mariano de Sá, profissão: Comerciante; e Antônia de Figueredo
B.7.1.1- Maria de Sá Arruda; e João Arruda
N.7.2- Coriolano Mariano de Sá; e Maria
B.7.2.1- Tamires; e Antônio Pinto Ramalho
B.7.2.2- Onias
B.7.2.3- Arsênio de Sá Ramalho; e Isabel Leite Ramalho
B.7.2.4- Cícero
B.7.2.5- Abílio; e Maria Dias de Oliveira
B.7.2.6- Epitácio
B.7.2.7- Maria Licor, falec. em 1938; e Antônio Pinto Ramalho
B.7.2.7- Maria Licor, falec. em 1938; e Sebastião Veras

Resumo: 7 filhos, 28 netos, 130 bisnetos, 0 trinetos e 0 tetranetos.


gerações.

Atenção! Relatórios de tetranetos podem gerar uma grande quantidade de dados e não executar corretamente. Se esta mensagem aparecer no final do relatório, então está completo.


 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo