Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Segunda-Feira, 22-4-2019  

Descendência de
Joanna de Bulhão
4 gerações (Bisnetos)

1- Joanna de Bulhão, nasc. em CERCA 1460, em Portugal; e João Melo. ELA: Víuva de João de Mello. Lopo de Albuquerque foi seu segundo marido. Pertence a tradicional família vinda da França, os Bullons.
1- Joanna de Bulhão, nasc. em CERCA 1460, em Portugal, cas. em Portugal, com Lopo de Albuquerque (filho de João de Albuquerque e Leonor Lopes de Leão), nasc. em 1440, em Portugal. ELA: Víuva de João de Mello. Lopo de Albuquerque foi seu segundo marido. Pertence a tradicional família vinda da França, os Bullons.. ELE: Comendador de Penamacor. Alcunhado "O Bode" por causa de seu cavanhaque caprino.
F.1- Manuel de Albuquerque, profissão: Capitão de mina; e Emilia da Silva
N.1.1- Matias de Albuquerque. NOTAS: Vice-rei da Índia
F.2- Afonso de Albuquerque, profissão: Religioso - Monge franciscano
F.3- Antonio de Albuquerque. NOTAS: Morreu solteiro.
F.4- Isabel de Albuquerque; e Manuel de Moura
F.5- Jerônimo de Albuquerque, nasc. em C.1510, em Lisboa, Portugal, falec. em 25-12-1584; e Maria do Espírito Santo Arcoverde (filha de Ubira Ubi e Índia tabajara). ELE: Veio com o cunhado Duarte Coelho p/PE e com ele esteve na fundação de Olinda.Na luta contra os índios, ora com êxito para os portugueses, ora com grande insucesso, acabou prisioneiro. Muito jovem, desacostumado ao desconforto, seu físico estava debilitado e foi deixado em segundo plano pelo índios ferozes, sendo cuidado pela filha do cacique. Todos os seus filhos com a índia foram legitimados pelo rei D.Sebastião em 1561,. ELA: A princesa tabajara Muíra-Ubi.
N.5.1- Catarina de Albuquerque, nasc. em CERCA DE 1544, em Olinda, PE, falec. em 04-06-1614; e Filipe Cavalcanti (filho de Giovanni Cavalcanti e Genebra Manelli), nasc. em 12-06-1525, em Florença, Itália, falec. em ANTES DE 1614. ELE: Conjurou contra o Duque Cosmo de Médici e fugiu p/Portugal no ano de 1558, daí passando para o Brasil. Em PE foi hóspede de Jeronimo de Albuquerque e casou com sua filha Catarina. Seu nome seria Felipe Zenobio Basilio Cavalcanti.
B.5.1.1- Antonio Cavalcanti de Albuquerque, falec. em 1640; e Isabel de Góis (filha de Arnaud de Holanda e Brites Mendes de Vasconcelos). ELE: Fidalgo Cavaleiro da Casa Real
B.5.1.2- Genebra Manello C de Alb. Arcoverde; e Felippe de Moura. ELA: Genebra Manello Cavalcanti de Albuquerque Arco Verde. ELE: Governador de Pernambuco
B.5.1.3- Filho número 3
B.5.1.4- Simoa de Albuquerque; e Damião Gonçalves Carvalhosa
B.5.1.5- Joanna de Albuquerque; e Alvaro Fragoso (filho de Braz Fragoso e Maria de Mello)
B.5.1.6- Catarina de Albuquerque; e Christovão de Hollanda de Vasconcellos (filho de Arnaud de Holanda e Brites Mendes de Vasconcelos), nasc. em Olinda, PE, falec. em 02-06-1614. ELE: Sempre viveu em Olinda.
B.5.1.7- Felipa de Albuquerque Cavalcanti; e Antonio de Hollanda de Vasconcellos (filho de Arnaud de Holanda e Brites Mendes de Vasconcelos), nasc. em Olinda, PE. ELE: Morreu antes da Guerra dos Holandeses
B.5.1.8- Margarida de Albuquerque, cas. com Cosme da Silveira, nasc. em Província do Minho, Portugal. ELE: Senhor do eng. Catu/Goiana. Era primo de Cosme Dias da Fonseca, que teve uma filha única: Ana de Albuquerque c.c. Gaspar Acciaioli (Acioly) de Vasconcelos (senhor do Eng. São Miguel/Alagoas do Sul), filho de Simão Accioly. Progenitores da família Accioly de Pernambuco.
B.5.1.8- Margarida de Albuquerque, cas. com João Gomes de Mello(filho) (filho de João Gomes de Mello e Anna de Hollanda), nasc. em Beira, Portugal
N.5.2- Joana de Albuquerque, falec. em 31-05-1614, cas. com Álvaro Fragoso (filho de Brás Fragoso e Maria de Melo), nasc. em Lisboa, Portugal
B.5.2.1- Joana Fragoso de Albuquerque, nasc. em Pernambuco, cas. com Manoel Rodrigues Coelho, nasc. em Portugal
F.5- Jerônimo de Albuquerque, nasc. em C.1510, em Lisboa, Portugal, falec. em 25-12-1584, cas. em DEPOIS DE 1561, com Felippa de Mello (filha de Christovão de Mello e Joana da Fonseca). ELE: Veio com o cunhado Duarte Coelho p/PE e com ele esteve na fundação de Olinda.Na luta contra os índios, ora com êxito para os portugueses, ora com grande insucesso, acabou prisioneiro. Muito jovem, desacostumado ao desconforto, seu físico estava debilitado e foi deixado em segundo plano pelo índios ferozes, sendo cuidado pela filha do cacique. Todos os seus filhos com a índia foram legitimados pelo rei D.Sebastião em 1561,
F.6- Maria de Albuquerque; e Tristão de Mendonça
F.7- Brites de Albuquerque, nasc. em ANTES DE 1510, cas. em C.1530, com Duarte Coelho Pereira (filho de Gonçalo Coelho e Catarina Anes Duarte), nasc. em C.1490, em Castelo de Gaia, falec. em APÓS 1553. ELA: A seu marido Duarte Coelho é dada a Capitania de Pernambuco, a primeira doação assinada por D.João III a 10.03.1530 e ratificada a 25 do mm mês. Ele vem na frente, em 1534, deixando-a com o primogênito. Vem mais tarde com seu irmão Jerônimo. Enquanto fundavam Olinda, no local da aldeia Marim, foram residir em Igarassu.. ELE: Veio para o Brasil em 1535 e teve, na colonização, ajuda dos banqueiros Fugger de Augsburg através de seus prepostos, os primos Sibald Linz von Dorndorf e Christoph Linz. Volta para Lisboa em 1553 e morre pouco depois.
N.7.1- Duarte de Albuquerque Coelho
N.7.2- Jorge de Albuquerque
F.8- Ana de Albuquerque
F.9- Francisca de Albuquerque
F.10- Joana de Albuquerque

Resumo: 10 filhos, 5 netos, 9 bisnetos, 0 trinetos e 0 tetranetos.


gerações.

Atenção! Relatórios de tetranetos podem gerar uma grande quantidade de dados e não executar corretamente. Se esta mensagem aparecer no final do relatório, então está completo.


 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo