Início | Sobrenomes | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Quarta-Feira, 8-12-2021  

Descendência de
Gaspar Dias
4 gerações (Bisnetos)

1- Gaspar Dias, nasc. em 1630, em Porto, Portugal, falec. em APROX 1690, cas. em 06-04-1636, em Santo André de Marecos, Porto, Portugal, com Maria Dias, falec. em 1699. ELE: Morava em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
F.1- Gaspar
F.2- Maria
F.3- Isabel
F.4- José
F.5- Bento
F.6- Manoel Dias, falec. em 1691, cas. em 31-01-1667, em Santo André de Marecos, Porto - Portugal, com Ana Diniz (filha de Domingos Gonçalves e Francisca Diniz), nasc. em 14-05-1637, em Santo André de Marecos, Porto - Portugal, falec. em 1712. ELE: Morava em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
N.6.1- Manoel
N.6.2- Águeda Maria Diniz, nasc. em 05-02-1681, em Santo André de Marecos, Porto - Portugal, falec. em 1743, cas. em 12-07-1700, em Santo André de Marecos, Porto - Portugal, com Bento Lopes (filho de Gaspar Lopes e Catarina Teixeira), nasc. em 05-06-1671, em Santiago de Valpedre, Porto - Portugal, falec. em 1740. ELA: Da freguesia de Santos Andredo Marrocos, norte de Portugal (ou África).. ELE: Morava no lugar da Reigada, em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
B.6.2.1- Maria
B.6.2.2- Manoel
B.6.2.3- Manoel Lopes Diniz, nasc. em 17-01-1709, em Porto, Portugal, falec. em 07-12-1796; e Maria de Barros da Silveira (filha de João Pinto Leal e Maria de Barros da Silveira). ELE: De Santo André de Marecos, no Conselho de Penafiel, cidade e bispado do Porto, Portugal. Fundador da Fazenda Panela d'Água, em Floresta do Navio. Diz-se que descendente do 6º Rei de Portugal, o Rei Lavrador, D. Diniz (filho de Afonso III e Beatriz de Castela), casado com Isabel de Aragão, a Rainha Santa (canonizada pela Igreja Católica como Santa Isabel). Foi sepultado na Igreja do Rosário, em Floresta-PE (1796).

Panela D'água era uma antiga fazenda de gado situada ao Leste da Serra do Arapuá no Sertão do Pajeú, arrendada em 1756 ao morgado da Casa da Torre na Bahia, e pertencente à Francisco Garcia D'Avila Pereira e Aragão proprietário destas terras na Provincia de Pernambuco, pelo portugues Manoel Lopes Diniz e posteriormente comprada por seu filho José Lopes Diniz.
B.6.2.4- Teresa
B.6.2.5- Clara
B.6.2.6- Antônio
B.6.2.7- José
F.7- Francisca
F.8- João Pinto Leal, profissão: Alferes, nasc. em 1660, em Porta Nova, Porto, Portugal, falec. em 1750, cas. com Maria de Barros da Silveira (filha de Manoel de Barros e Souza e Joana Fagundes da Silveira), nasc. em 1690, em Ijaparatuba, Bahia, Brasil, falecida. ELA: Também consta como Maria da Silveira Barros.
N.8.1- Maria de Barros da Silveira (Veja família de B.6.2.3)
N.8.2- Joaquim de Almeida da Silva Leal; e Maria da Silva
B.8.2.1- Francisco da Silva Leal, nasc. em 1760, falec. em 1826; e Antônia (filha de Cypriano Gomes de Sá)
B.8.2.1- Francisco da Silva Leal, nasc. em 1760, falec. em 1826; e Antônia. ELA: Da fazenda Brandões, ou Alegre, nas imediações de Cabrobó.
B.8.2.1- Francisco da Silva Leal, nasc. em 1760, falec. em 1826; e Maria de Souza da Silveira (filha de Dâmaso de Souza Ferraz e Joana Batista de Souza da Silveira). ELA: Conhecida como Mãe Grande dos Paus Pretos. Foi a tereceira esposa do viúvo Francisco da Silva Leal da Fazenda Paus Pretos, onde funcionou, no começo do século XIX, um Cartório de Notas da Povoação de Fazenda Grande, sob a orientação de seu filho Manoel da Silva Leal.
B.8.2.2- Feliciana da Silva da Purificação, nasc. em Brejinho; e José Gomes de Sá (filho de Francisco Gomes de Sá e Antônia de Souza da Rocha), profissão: Capitão-comandante. ELA: (ou Feliciana da Silva Leal). Da Faz. Riacho, situada na embocadura do riacho dos Mandantes, no rio S. Francisco.. ELE: De Gravatá.
B.8.2.3- Antônia da Caiçara; e Cipriano de Souza Ferraz (filho de Jerônimo de Souza Ferraz e Margarida de Souza da Silveira). ELE: Era tido como filho de Jerônimo, mas não consta do inventário. Morava na Caiçara, no Navio.
B.8.2.4- Ana Tereza da Silva; e Manoel Lopes Diniz Filho (filho de Manoel Lopes Diniz e Maria de Barros da Silveira), profissão: Coronel, nasc. em 1751, falec. em 1839. ELA: Também conhecida por Ana Maria de Barros. Residia em Brejo do Gama, município de Belmonte-PE. Faleceu com 108 anos.. ELE: Fazendeiro e boiadeiro no Sertão, era conhecido por Coronel do Brejo, em referência à Fazenda Brejo do Gama, Floresta - PE, onde morava, arrendada da Casa da Torre da Bahia. Foi nomeado Coronel das Entradas do Distrito de Tacaratu e Flores, em 15-10-1781 e 19-12-1788, respectivamente. De 1801 a 1803 era Juiz Ordinário do Julgado do Sertão do Pajeu (Flores). Com a instalação da Vila de Flores, foi nomeado Capitão em 27-05-1811.
B.8.2.5- Inez
N.8.3- Félix. NOTAS: Foi embora para o Piaui.
N.8.4- Jacinto. NOTAS: Foi embora para o Piaui.
N.8.5- Geralda
B.8.5.1- Josefa Gonçalves Torres; e José Lopes Diniz (filho de Manoel Lopes Diniz e Maria de Barros da Silveira), profissão: Capitão, nasc. em 18-03-1760. ELA: Sobrinha de Florência Maria de Barros.. ELE: Batizou-se na Capela de N. S. da Conceição, tendo como padrinhos Francisco Rezende Bezerra e Rosa Maria do Nascimento. Residia na fazenda Panela D'Água, município de Floresta, PE.
N.8.6- Victoria dos Anjos da Cruz, nasc. em Freguesia do Cabrobó, cas. com Antônio de Sá Araújo (filho de Antônio de Sá Araújo e Joana Maria de Carvalho), nasc. em C.1725, em Freguesia do Cabrobó, falec. em A.1787
B.8.6.1- Barnabé de Sá Araújo, nasc. em 1760. NOTAS: Em 1790 é solteiro, com 30 anos, morador na fazenda dos Brandões. Deve ter falecido sem descendentes pois não é herdeiro em 1812. (Yony Sampaio).
B.8.6.2- Antônia de Sá Araújo, falec. em 1812. NOTAS: Faleceu solteira.
B.8.6.3- Cipriano de Sá Roriz; e Mariana Gomes de Sá. ELE: Também consta seu nome como Cipriano Gomes de Sá Roriz. Morador na fazenda Brandões.. ELA: Mariana e Cipriano foram pais de 11 filhos.
B.8.6.4- João de Sá Araújo, profissão: Alferes; e Clara Maria da Conceição (filha de Manoel de Carvalho Alves e Inácia Maria da Conceição). ELA: Residia na fazenda Canabrava, PE.
B.8.6.5- Victoria dos Anjos, cas. com Antônio Gonçalves
B.8.6.6- Maria de Sá Araújo, cas. com Ignacio Gonsalves Torres, profissão: Capitão Comandante
B.8.6.7- José de Sá Araújo, nasc. em 1763, falec. em 1857; e Maria Alves de Carvalho (filha de Manoel de Carvalho Alves e Inácia Maria da Conceição), falec. em 19-09-1841. ELE: Era neto ou bisneto de um francês de nome Felix (conhecido por Felix Francês) e residia na Fazenda Canabrava, Belém do São Francisco - PE. (Anotações de Maria Firmina de Carvalho, Sia Dita).. ELA: (Carvalha). Residia na fazenda Canabrava - Belém do São Francisco - PE. Foi a construtora da igreja de N. Sra. do Patrocínio.
N.8.7- Margarida de Souza da Silveira, nasc. em 1733, falec. em 1801, cas. com Jerônimo de Souza Ferraz (filho de Silvestre de Souza Ferraz e Francisca de Souza Barbosa), nasc. em 1702, falec. em 20-05-1770. ELE: Foi o primeiro Ferraz que chegou a outrora FAZENDA GRANDE do Sertão de Pernambuco (depois Vila de Floresta e hoje FLORESTA), à margem direita do lendário Rio Pajeú (afluente seco do "Grande Rio" ou do Rio São Francisco).
B.8.7.1- Bartolomeu de Souza Ferraz. NOTAS: Foi testemunha na escritura de doação da Fazenda Grande ao Senhor do Bom Jesus dos Aflitos, em 23.01.1776.
B.8.7.2- Dâmaso de Souza Ferraz; e Joana Batista de Souza da Silveira (filha de José Pereira Maciel e Joanna de Souza da Silveira). ELE: Da Fazenda Curralinho. Foi nomeado Capitão dos Forasteiros da Ribeira do Pajeú em 8-09-1780.
B.8.7.3- Ignácio de Souza Ferraz
B.8.7.4- Antônio de Souza Ferraz. NOTAS: Solteiro.
B.8.7.5- Silvestre de Souza Ferraz. NOTAS: Solteiro.
B.8.7.6- Thomé de Souza Ferraz, profissão: Alferes; e Anna Maria do Nascimento. ELE: Foi testemunha na escritura de doacao da Fazenda Grande ao Senhor do Bom Jesus dos Aflitos, em 23.01.1776, onde hoje se encontra a cidade de Floresta, Pernambuco.. ELA: (Donana).
B.8.7.7- Joanna de Souza da Silveira, nasc. em 1764, em Pernambuco, Brasil; e José Pereira Maciel (filho de Antônio Pereira Falcão e Maria Gomes Maciel), profissão: Capitão, nasc. em APROX 1756, em Brasil, falecido. ELA: Não deixaram filhos. Benemérita doadora das terras da fazenda Grande ao Senhor do Bom Jesus dos Aflitos. Renunciou à herança do pai em favor de seus irmãos.
B.8.7.8- Faustino de Souza Ferraz, profissão: Capitão. NOTAS: Nomeado Capitão de Infantaria a 8 de junho de 1797. Não se sabe se deixou filhos.
B.8.7.9- Antônio Manoel de Souza Ferraz, profissão: Ajud. de mestre de campo; e Dona Rosa
B.8.7.10- Anna de Souza da Silveira; e Luiz Antônio Marques de Souza. ELA: Morava no sítio Mororó, termo da vila de Cimbres (Pesqueira).
B.8.7.11- Cipriano de Souza Ferraz (Veja família de B.8.2.3)

Resumo: 8 filhos, 9 netos, 31 bisnetos, 0 trinetos e 0 tetranetos.


gerações.

Atenção! Relatórios de tetranetos podem gerar uma grande quantidade de dados e não executar corretamente. Se esta mensagem aparecer no final do relatório, então está completo.


 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araujo © - e-mail: Magno José de Sá Araujo