Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Sábado, 11-7-2020  

Relação dos Ancestrais de
Domingos Sávio Rodrigues da Luz

1 - Domingos Sávio Rodrigues da Luz - (filho de 2 - Atalicio Rodrigues da Silva e 3 - Maria Agra da Luz)

Pais

2 - Atalicio Rodrigues da Silva (*31-03-1931) - (filho de 4 - Joaquim da Silva Barros e 5 - Ana Rodrigues de Barros)
3 - Maria Agra da Luz (*25-03-1932) - (filha de 6 - José Agra dos Santos e 7 - Argentina Hipólito Agra dos Santos) Foi criada na fazendo dos Mota nos Icós, para onde fora levada com aproximadamente 13 anos de idade, para estudar com os tios (filhos do Neco Mota), que eram professores.

Avós

4 - Joaquim da Silva Barros - (filho de 8 - Manoel Teodoro de Barros e 9 - Idalina Maria da Conceição)
5 - Ana Rodrigues de Barros - (filha de 10 - Manoel Rodrigues de Carvalho e 11 - Antonia Maria da Conceição)
6 - José Agra dos Santos (*26-11-1910, +27-12-2003) - (filho de 12 - Manoel da Mota e Sá e 13 - Antonia Águida da Conceição) Casou-se no religioso, aos 19 anos, com Argentina. O casamento civil foi por volta dos anos 47. Nesta ocasião, do registro em cartório, ele adotou oficialmente o sobrenome Santos, que até onde se sabe, não é um sobrenome da família.

Com 19 dias de nascido, foi enviado junto com a mãe, Antonia, para o sitio da irmã do Neco Mota, Maria (Cota). Antonia passou a trabalhar na casa, como costureira e talvez fizesse outros serviços. Mais tarde, ela conheceu um homem chamado Mariano, vindo a casar-se com ele. Porém ela não levou José Agra, por certo achando que seria melhor ele ser criado pela tia.

Assim, ele foi criado pela Madrinha/tia, Maria(Cota) e cresceu trabalhando ali na propriedade praticando os serviços da lavoura etc. A sua mãe biológica, Antonia, morreu quando ele tinha mais ou menos 13 ou 14 anos, deixando 3 filhas pequenas que ela teve com o Sr. Mariano, que ficaram aos cuidados de uma senhora que ele chamava de mãe Agostinha, e que ele gostava muito porque cuidava bem das irmãzinhas dele.

Quando já era moço, a sua mãe adotiva adoeceu. Mas antes dela falecer, percebeu que ele se interessava pela Argentina, filha da Comadre dela (Lina Hipólito). Então, chamou a comadre e explicou a situação, perguntando se quando ela não fosse mais viva, e fosse da vontade dos dois, se ela fazia o casamento, ela respondeu que sim.

Fonte: Atalícia Viana.
7 - Argentina Hipólito Agra dos Santos - (filha de 14 - Manoel Hipólito Pereira e 15 - Lina Hipólito dos Anjos)

Bisavós

8 - Manoel Teodoro de Barros
9 - Idalina Maria da Conceição
10 - Manoel Rodrigues de Carvalho
11 - Antonia Maria da Conceição
12 - Manoel da Mota e Sá - (filho de 24 - José da Mota e Silva Filho e 25 - Isabel de Sá) (Neco Mota).
13 - Antonia Águida da Conceição - (filha de 26 - Antônio Clementino de Carvalho) Sua mãe, segundo se sabe, era uma moradora dos Icós, viúva de um homem que havia sido assassinado. Ela já tinha 3 filhas do primeiro casamento quando conheceu Quelé. Fonte: Atalícia da Luz.
14 - Manoel Hipólito Pereira - (filho de 28 - João Hipólito e 29 - Joaquina Hipólito dos Anjos)
15 - Lina Hipólito dos Anjos - (filha de 30 - Antonio de Barros e 31 - Isabel Santiago dos Anjos)

Trisavós

24 - José da Mota e Silva Filho - (filho de 48 - José da Mota e Silva e 49 - Francisca Maria do Espírito Santo)
25 - Isabel de Sá - (filha de 50 - Manuel de Sá Araújo e 51 - Quitéria da Cruz Neves)
26 - Antônio Clementino de Carvalho - (filho de 52 - Clementino Alves de Carvalho e Sá e 53 - Gertrudes Maria de Carvalho) (Antônio Quelé). Na manha de 17 de julho de 1905, o delegado municipal Isidoro Pereira de Aguiar conversava com Antônio Clementino de Carvalho (Antônio Quelé) sobre um impasse entre o mesmo e os irmãos Cassiano e Cincinato Pereira, este primos de Né Delegado, que queriam desarmar os jagunços de Antônio Quelé (Vitorino e Juriti). No meio da conversa dos dois, Né Delegado aparece e tenta desarmar Vitorino entrando ambos em uma luta corporal, fazendo Antônio Quelé atirar e matar Né Delegado pra proteger seu cabra Vitorino. Devido a este crime, reacendeu a segunda fase da questão familiar entre Pereira e Carvalho, que durou cerca de 20 anos. Antônio Quelé foi preso e encaminhado para a Cadeia de Flores e anos depois foi absolvido em júri popular. (Fonte: Vila Bela, os Pereiras e Outras Histórias, pag. 276, Luis Wilson).
28 - João Hipólito
29 - Joaquina Hipólito dos Anjos
30 - Antonio de Barros
31 - Isabel Santiago dos Anjos - (filha de 62 - N.)

Tetravós

48 - José da Mota e Silva - (filho de 96 - Manoel Gomes dos Santos e 97 - Maria Águeda Diniz)
49 - Francisca Maria do Espírito Santo - (filha de 98 - Gregório Barbosa Nogueira e 99 - Isabel Furtado Leite) Cearense.
50 - Manuel de Sá Araújo (+20-11-1862) - (filho de 100 - José de Sá Araújo e 101 - Maria Alves de Carvalho) Residia em Salgueiro - PE. Construiu a primeira igreja de Salgueiro e foram os fundadores da cidade de Salgueiro, em 23 de dezembro de 1835.
51 - Quitéria da Cruz Neves - (filha de 102 - Antônio da Cruz Neves e 103 - Francisca Maria de Jesus)
52 - Clementino Alves de Carvalho e Sá - (filho de 104 - Antônio Alves de Carvalho e 105 - Antônia Gomes de São Pedro e Sá) (Quelé).
53 - Gertrudes Maria de Carvalho (*1844, +13-06-1894) - (filha de 106 - José Alves de Carvalho e Sá e 107 - Manuela Maria de Jesus)
62 - N.

Pentavós

96 - Manoel Gomes dos Santos - (filho de 192 - José da Mota e Silva)
97 - Maria Águeda Diniz - (filha de 194 - Manoel Lopes Diniz e 195 - Maria de Barros da Silveira)
98 - Gregório Barbosa Nogueira - (filho de 196 - Nome Desconhecido) Primo legítimo de Francisco Barbosa Nogueira, casado com Maria da Silva Barros.
99 - Isabel Furtado Leite - (filha de 198 - Luis Furtado Leite e Almeida e 199 - Beatriz de Souza da Silveira) Diziam os antigos que era parenta de Florência Maria de Barros e que a roubaram das margens do rio São Francisco, para o Ceará. A família da menina soube que esta existia quando os pais adotivos mandaram convidar para o casamento. A menina furtada casou-se com um estrangeiro, e julgavam os antigos ser esta menina a origem do cognome Furtado.
100 - José de Sá Araújo (*1763, +1857) - (filho de 200 - Antônio de Sá Araújo e 201 - Victoria dos Anjos da Cruz) Era neto ou bisneto de um francês de nome Felix (conhecido por Felix Francês) e residia na Fazenda Canabrava, Belém do São Francisco - PE. (Anotações de Maria Firmina de Carvalho, Sia Dita).
101 - Maria Alves de Carvalho (+19-09-1841) - (filha de 202 - Manoel de Carvalho Alves e 203 - Inácia Maria da Conceição) (Carvalha). Residia na fazenda Canabrava - Belém do São Francisco - PE. Foi a construtora da igreja de N. Sra. do Patrocínio.
102 - Antônio da Cruz Neves (*1740, +1834) - (filho de 204 - Manuel da Cruz Neves e 205 - Joana Fagundes de Sousa) Tenente. "Tonico da Serra do Mato", tronco comum dos Cruz Neves, Pereira Neves e Cruz Sampaio de Jardim-CE e sertões de Pernambuco.
103 - Francisca Maria de Jesus Neta paterna do sargento-mor Manoel da Cruz Neves, português do bispado do Porto, e Joana Fagundes de Sousa. Neta materna do Tenente Antonio Correia de Sampaio e Maria Lourenço Coutinho da Encarnação.
104 - Antônio Alves de Carvalho - (filho de 208 - Manoel de Carvalho Alves e 209 - Maria Gomes de Assunção) Residia em São José, Floresta, PE.
105 - Antônia Gomes de São Pedro e Sá Tia do Cap. Ângelo, das Cabaças.
106 - José Alves de Carvalho e Sá - (filho de 212 - Manoel de Carvalho Alves e 213 - Maria Gomes de Assunção) Residia em Santa Cruz, Belmonte.
107 - Manuela Maria de Jesus - (filha de 214 - José Pires Ribeiro e 215 - Ana Maria Diniz)

Hexavós

192 - José da Mota e Silva
194 - Manoel Lopes Diniz (*17-01-1709, +07-12-1796) - (filho de 388 - Bento Lopes e 389 - Águeda Maria Diniz) De Santo André de Marecos, no Conselho de Penafiel, cidade e bispado do Porto, Portugal. Fundador da Fazenda Panela d'Água, em Floresta do Navio. Diz-se que descendente do 6º Rei de Portugal, o Rei Lavrador, D. Diniz (filho de Afonso III e Beatriz de Castela), casado com Isabel de Aragão, a Rainha Santa (canonizada pela Igreja Católica como Santa Isabel). Foi sepultado na Igreja do Rosário, em Floresta-PE (1796).

Panela D'água era uma antiga fazenda de gado situada ao Leste da Serra do Arapuá no Sertão do Pajeú, arrendada em 1756 ao morgado da Casa da Torre na Bahia, e pertencente à Francisco Garcia D'Avila Pereira e Aragão proprietário destas terras na Provincia de Pernambuco, pelo portugues Manoel Lopes Diniz e posteriormente comprada por seu filho José Lopes Diniz.
195 - Maria de Barros da Silveira - (filha de 390 - João Pinto Leal e 391 - Maria de Barros da Silveira)
196 - Nome Desconhecido - (filho de 392 - Nome Desconhecido)
198 - Luis Furtado Leite e Almeida Coronel.
199 - Beatriz de Souza da Silveira - (filha de 398 - Manoel de Barros e Sousa e 399 - Joana Fagundes da Silveira)
200 - Antônio de Sá Araújo (*C.1725, +A.1787) - (filho de 400 - Antônio de Sá Araújo e 401 - Joana Maria de Carvalho)
201 - Victoria dos Anjos da Cruz - (filha de 402 - João Pinto Leal e 403 - Maria de Barros da Silveira)
202 - Manoel de Carvalho Alves - (filho de 404 - Jerónimo Coelho de Carvalho e 405 - Maria Fernandes Cardoso) Fidalgo português. Foi o primeiro Carvalho que chegou a antiga Fazenda Grande, atual Floresta-PE, atravessando o Rio São Francisco, vindo da Bahia e se estabelendo na Fazenda São Pedro, em Floresta-PE, dando origem a essa família no Sertão do Pajeú, do São Francisco e grande parte de Pernambuco.
203 - Inácia Maria da Conceição - (filha de 406 - Manoel Lopes Diniz e 407 - Maria de Barros da Silveira)
204 - Manuel da Cruz Neves Sargento-mor. Foi o primeiro CRUZ NEVES a chegar no Nordeste e no Brasil.
205 - Joana Fagundes de Sousa - (filha de 410 - Manoel de Barros e Sousa e 411 - Joana Fagundes da Silveira) Originária de Sergipe e radicada em Santo Antônio de Pambú-BA.
208 - Manoel de Carvalho Alves - (filho de 416 - Manoel de Carvalho Alves e 417 - uma prima da segunda esposa) (Goiana Carvalho). Sabe-se que tinha 19 filhos. Não se sabe os nomes nem os descendentes dos outros filhos.
209 - Maria Gomes de Assunção - (filha de 418 - Francisco Gomes de Sá e 419 - Rosa Maria do Nascimento)
212 - Manoel de Carvalho Alves - (filho de 424 - Manoel de Carvalho Alves e 425 - uma prima da segunda esposa) (Mesma pessoa de nº 208)
213 - Maria Gomes de Assunção - (filha de 426 - Francisco Gomes de Sá e 427 - Rosa Maria do Nascimento) (Mesma pessoa de nº 209)
214 - José Pires Ribeiro
215 - Ana Maria Diniz - (filha de 430 - Manoel Gomes dos Santos e 431 - Maria Águeda Diniz) Residia na fazenda Várzea, São José de Belmonte-PE. Conhecida como Ana Gomes.

Heptavós

388 - Bento Lopes (*05-06-1671, +1740) - (filho de 776 - Gaspar Lopes e 777 - Catarina Teixeira) Morava no lugar da Reigada, em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
389 - Águeda Maria Diniz (*05-02-1681, +1743) - (filha de 778 - Manoel Dias e 779 - Ana Diniz) Da freguesia de Santos Andredo Marrocos, norte de Portugal (ou África).
390 - João Pinto Leal (+Sim) Alferes.
391 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 782 - Manoel de Souza da Rocha e 783 - Feliciana de Barros da Silveira) Também consta como Maria da Silveira Barros.
392 - Nome Desconhecido
398 - Manoel de Barros e Sousa Vindo para o Brasil, radicou-se em Sergipe.
399 - Joana Fagundes da Silveira
400 - Antônio de Sá Araújo (+A.1741)
401 - Joana Maria de Carvalho
402 - João Pinto Leal (+Sim) (Mesma pessoa de nº 390)
403 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 806 - Manoel de Souza da Rocha e 807 - Feliciana de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 391)
404 - Jerónimo Coelho de Carvalho
405 - Maria Fernandes Cardoso
406 - Manoel Lopes Diniz (*17-01-1709, +07-12-1796) - (filho de 812 - Bento Lopes e 813 - Águeda Maria Diniz) (Mesma pessoa de nº 194)
407 - Maria de Barros da Silveira - (filha de 814 - João Pinto Leal e 815 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 195)
410 - Manoel de Barros e Sousa (Mesma pessoa de nº 398)
411 - Joana Fagundes da Silveira (Mesma pessoa de nº 399)
416 - Manoel de Carvalho Alves - (filho de 832 - Jerónimo Coelho de Carvalho e 833 - Maria Fernandes Cardoso) (Mesma pessoa de nº 202)
417 - uma prima da segunda esposa
418 - Francisco Gomes de Sá - (filho de 836 - Gomes de Sá e 837 - Gomes de Sá) Capitão-comandante. Residia no Riacho dos Mandantes.
419 - Rosa Maria do Nascimento - (filha de 838 - Manoel Lopes Diniz e 839 - Maria de Barros da Silveira)
424 - Manoel de Carvalho Alves - (filho de 848 - Jerónimo Coelho de Carvalho e 849 - Maria Fernandes Cardoso) (Mesma pessoa de nº 202)
425 - uma prima da segunda esposa (Mesma pessoa de nº 417)
426 - Francisco Gomes de Sá - (filho de 852 - Gomes de Sá e 853 - Gomes de Sá) (Mesma pessoa de nº 418)
427 - Rosa Maria do Nascimento - (filha de 854 - Manoel Lopes Diniz e 855 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 419)
430 - Manoel Gomes dos Santos - (filho de 860 - José da Mota e Silva) (Mesma pessoa de nº 96)
431 - Maria Águeda Diniz - (filha de 862 - Manoel Lopes Diniz e 863 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 97)

Octavós

776 - Gaspar Lopes (*09-01-1640, +1675) - (filho de 1552 - Manoel Francisco Lopes e 1553 - Maria Antônia) Moravam em Santo Estêvão de Oldrões, bispado do Porto, Portugal.
777 - Catarina Teixeira (*1642, +1696) - (filha de 1554 - Gonçalo Teixeira e 1555 - Maria Francisca)
778 - Manoel Dias (+1691) - (filho de 1556 - Gaspar Dias e 1557 - Maria Dias) Morava em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
779 - Ana Diniz (*14-05-1637, +1712) - (filha de 1558 - Domingos Gonçalves e 1559 - Francisca Diniz)
782 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) Capitão. Arrendou a fazenda Tacoatiara, no lado pernambucano do rio São Francisco, no termo de Tacaratú.
783 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759)
806 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) (Mesma pessoa de nº 782)
807 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759) (Mesma pessoa de nº 783)
812 - Bento Lopes (*05-06-1671, +1740) - (filho de 1624 - Gaspar Lopes e 1625 - Catarina Teixeira) (Mesma pessoa de nº 388)
813 - Águeda Maria Diniz (*05-02-1681, +1743) - (filha de 1626 - Manoel Dias e 1627 - Ana Diniz) (Mesma pessoa de nº 389)
814 - João Pinto Leal (+Sim) (Mesma pessoa de nº 390)
815 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 1630 - Manoel de Souza da Rocha e 1631 - Feliciana de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 391)
832 - Jerónimo Coelho de Carvalho (Mesma pessoa de nº 404)
833 - Maria Fernandes Cardoso (Mesma pessoa de nº 405)
836 - Gomes de Sá
837 - Gomes de Sá
838 - Manoel Lopes Diniz (*17-01-1709, +07-12-1796) - (filho de 1676 - Bento Lopes e 1677 - Águeda Maria Diniz) (Mesma pessoa de nº 194)
839 - Maria de Barros da Silveira - (filha de 1678 - João Pinto Leal e 1679 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 195)
848 - Jerónimo Coelho de Carvalho (Mesma pessoa de nº 404)
849 - Maria Fernandes Cardoso (Mesma pessoa de nº 405)
852 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 836)
853 - Gomes de Sá (Mesma pessoa de nº 837)
854 - Manoel Lopes Diniz (*17-01-1709, +07-12-1796) - (filho de 1708 - Bento Lopes e 1709 - Águeda Maria Diniz) (Mesma pessoa de nº 194)
855 - Maria de Barros da Silveira - (filha de 1710 - João Pinto Leal e 1711 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 195)
860 - José da Mota e Silva (Mesma pessoa de nº 192)
862 - Manoel Lopes Diniz (*17-01-1709, +07-12-1796) - (filho de 1724 - Bento Lopes e 1725 - Águeda Maria Diniz) (Mesma pessoa de nº 194)
863 - Maria de Barros da Silveira - (filha de 1726 - João Pinto Leal e 1727 - Maria de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 195)

Eneavós (9º avós)

1552 - Manoel Francisco Lopes (*1600, +1674) - (filho de 3104 - Gaspar Francisco e 3105 - Catarina Lopes) Moravam em Santa Maria de Perozelo, bispado do Porto, Portugal.
1553 - Maria Antônia (+1655) - (filha de 3106 - Francisco Diniz e 3107 - Maria Dias)
1554 - Gonçalo Teixeira (*16-01-1606, +1694) - (filho de 3108 - Antônio Teixeira e 3109 - Maria Dias) Moravam em Santo Estêvão de Oldrões, bispado do Porto, Portugal.
1555 - Maria Francisca (*21-03-1618, +1654) - (filha de 3110 - Francisco Fernandes e 3111 - Violante Gonçalves)
1556 - Gaspar Dias (+1667) Morava em Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
1557 - Maria Dias (+1699)
1558 - Domingos Gonçalves (+1664) Residia na Reigada, Santo André de Marecos, bispado do Porto, Portugal.
1559 - Francisca Diniz (+1675)
1624 - Gaspar Lopes (*09-01-1640, +1675) - (filho de 3248 - Manoel Francisco Lopes e 3249 - Maria Antônia) (Mesma pessoa de nº 776)
1625 - Catarina Teixeira (*1642, +1696) - (filha de 3250 - Gonçalo Teixeira e 3251 - Maria Francisca) (Mesma pessoa de nº 777)
1626 - Manoel Dias (+1691) - (filho de 3252 - Gaspar Dias e 3253 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 778)
1627 - Ana Diniz (*14-05-1637, +1712) - (filha de 3254 - Domingos Gonçalves e 3255 - Francisca Diniz) (Mesma pessoa de nº 779)
1630 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) (Mesma pessoa de nº 782)
1631 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759) (Mesma pessoa de nº 783)
1676 - Bento Lopes (*05-06-1671, +1740) - (filho de 3352 - Gaspar Lopes e 3353 - Catarina Teixeira) (Mesma pessoa de nº 388)
1677 - Águeda Maria Diniz (*05-02-1681, +1743) - (filha de 3354 - Manoel Dias e 3355 - Ana Diniz) (Mesma pessoa de nº 389)
1678 - João Pinto Leal (+Sim) (Mesma pessoa de nº 390)
1679 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 3358 - Manoel de Souza da Rocha e 3359 - Feliciana de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 391)
1708 - Bento Lopes (*05-06-1671, +1740) - (filho de 3416 - Gaspar Lopes e 3417 - Catarina Teixeira) (Mesma pessoa de nº 388)
1709 - Águeda Maria Diniz (*05-02-1681, +1743) - (filha de 3418 - Manoel Dias e 3419 - Ana Diniz) (Mesma pessoa de nº 389)
1710 - João Pinto Leal (+Sim) (Mesma pessoa de nº 390)
1711 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 3422 - Manoel de Souza da Rocha e 3423 - Feliciana de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 391)
1724 - Bento Lopes (*05-06-1671, +1740) - (filho de 3448 - Gaspar Lopes e 3449 - Catarina Teixeira) (Mesma pessoa de nº 388)
1725 - Águeda Maria Diniz (*05-02-1681, +1743) - (filha de 3450 - Manoel Dias e 3451 - Ana Diniz) (Mesma pessoa de nº 389)
1726 - João Pinto Leal (+Sim) (Mesma pessoa de nº 390)
1727 - Maria de Barros da Silveira (+Sim) - (filha de 3454 - Manoel de Souza da Rocha e 3455 - Feliciana de Barros da Silveira) (Mesma pessoa de nº 391)

Decavós (10º avós)

3104 - Gaspar Francisco - (filho de 6208 - Francisco Jorge e 6209 - Margarida Alves)
3105 - Catarina Lopes - (filha de 6210 - Gonçalo Lopes e 6211 - Margarida Alves)
3106 - Francisco Diniz (+1628)
3107 - Maria Dias (+1610)
3108 - Antônio Teixeira (*SEC XVI, +1658) Padre. Foi cura em Santiago de Valpedre, Porto - Portugal, entre 1603 e 1605, e vigário de São Miguel de Arcozelo, bispado do Porto, Portugal, entre 1622 e 1658.
3109 - Maria Dias
3110 - Francisco Fernandes (+1670) Residia em Santo Estêvão de Oldrões, bispado do Porto, Portugal.
3111 - Violante Gonçalves (+1659)
3248 - Manoel Francisco Lopes (*1600, +1674) - (filho de 6496 - Gaspar Francisco e 6497 - Catarina Lopes) (Mesma pessoa de nº 1552)
3249 - Maria Antônia (+1655) - (filha de 6498 - Francisco Diniz e 6499 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1553)
3250 - Gonçalo Teixeira (*16-01-1606, +1694) - (filho de 6500 - Antônio Teixeira e 6501 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1554)
3251 - Maria Francisca (*21-03-1618, +1654) - (filha de 6502 - Francisco Fernandes e 6503 - Violante Gonçalves) (Mesma pessoa de nº 1555)
3252 - Gaspar Dias (+1667) (Mesma pessoa de nº 1556)
3253 - Maria Dias (+1699) (Mesma pessoa de nº 1557)
3254 - Domingos Gonçalves (+1664) (Mesma pessoa de nº 1558)
3255 - Francisca Diniz (+1675) (Mesma pessoa de nº 1559)
3352 - Gaspar Lopes (*09-01-1640, +1675) - (filho de 6704 - Manoel Francisco Lopes e 6705 - Maria Antônia) (Mesma pessoa de nº 776)
3353 - Catarina Teixeira (*1642, +1696) - (filha de 6706 - Gonçalo Teixeira e 6707 - Maria Francisca) (Mesma pessoa de nº 777)
3354 - Manoel Dias (+1691) - (filho de 6708 - Gaspar Dias e 6709 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 778)
3355 - Ana Diniz (*14-05-1637, +1712) - (filha de 6710 - Domingos Gonçalves e 6711 - Francisca Diniz) (Mesma pessoa de nº 779)
3358 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) (Mesma pessoa de nº 782)
3359 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759) (Mesma pessoa de nº 783)
3416 - Gaspar Lopes (*09-01-1640, +1675) - (filho de 6832 - Manoel Francisco Lopes e 6833 - Maria Antônia) (Mesma pessoa de nº 776)
3417 - Catarina Teixeira (*1642, +1696) - (filha de 6834 - Gonçalo Teixeira e 6835 - Maria Francisca) (Mesma pessoa de nº 777)
3418 - Manoel Dias (+1691) - (filho de 6836 - Gaspar Dias e 6837 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 778)
3419 - Ana Diniz (*14-05-1637, +1712) - (filha de 6838 - Domingos Gonçalves e 6839 - Francisca Diniz) (Mesma pessoa de nº 779)
3422 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) (Mesma pessoa de nº 782)
3423 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759) (Mesma pessoa de nº 783)
3448 - Gaspar Lopes (*09-01-1640, +1675) - (filho de 6896 - Manoel Francisco Lopes e 6897 - Maria Antônia) (Mesma pessoa de nº 776)
3449 - Catarina Teixeira (*1642, +1696) - (filha de 6898 - Gonçalo Teixeira e 6899 - Maria Francisca) (Mesma pessoa de nº 777)
3450 - Manoel Dias (+1691) - (filho de 6900 - Gaspar Dias e 6901 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 778)
3451 - Ana Diniz (*14-05-1637, +1712) - (filha de 6902 - Domingos Gonçalves e 6903 - Francisca Diniz) (Mesma pessoa de nº 779)
3454 - Manoel de Souza da Rocha (+1749) (Mesma pessoa de nº 782)
3455 - Feliciana de Barros da Silveira (+1759) (Mesma pessoa de nº 783)

11º avós

6208 - Francisco Jorge
6209 - Margarida Alves (+1632)
6210 - Gonçalo Lopes (+1631)
6211 - Margarida Alves (+1613)
6496 - Gaspar Francisco - (filho de 12992 - Francisco Jorge e 12993 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3104)
6497 - Catarina Lopes - (filha de 12994 - Gonçalo Lopes e 12995 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3105)
6498 - Francisco Diniz (+1628) (Mesma pessoa de nº 3106)
6499 - Maria Dias (+1610) (Mesma pessoa de nº 3107)
6500 - Antônio Teixeira (*SEC XVI, +1658) (Mesma pessoa de nº 3108)
6501 - Maria Dias (Mesma pessoa de nº 3109)
6502 - Francisco Fernandes (+1670) (Mesma pessoa de nº 3110)
6503 - Violante Gonçalves (+1659) (Mesma pessoa de nº 3111)
6704 - Manoel Francisco Lopes (*1600, +1674) - (filho de 13408 - Gaspar Francisco e 13409 - Catarina Lopes) (Mesma pessoa de nº 1552)
6705 - Maria Antônia (+1655) - (filha de 13410 - Francisco Diniz e 13411 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1553)
6706 - Gonçalo Teixeira (*16-01-1606, +1694) - (filho de 13412 - Antônio Teixeira e 13413 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1554)
6707 - Maria Francisca (*21-03-1618, +1654) - (filha de 13414 - Francisco Fernandes e 13415 - Violante Gonçalves) (Mesma pessoa de nº 1555)
6708 - Gaspar Dias (+1667) (Mesma pessoa de nº 1556)
6709 - Maria Dias (+1699) (Mesma pessoa de nº 1557)
6710 - Domingos Gonçalves (+1664) (Mesma pessoa de nº 1558)
6711 - Francisca Diniz (+1675) (Mesma pessoa de nº 1559)
6832 - Manoel Francisco Lopes (*1600, +1674) - (filho de 13664 - Gaspar Francisco e 13665 - Catarina Lopes) (Mesma pessoa de nº 1552)
6833 - Maria Antônia (+1655) - (filha de 13666 - Francisco Diniz e 13667 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1553)
6834 - Gonçalo Teixeira (*16-01-1606, +1694) - (filho de 13668 - Antônio Teixeira e 13669 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1554)
6835 - Maria Francisca (*21-03-1618, +1654) - (filha de 13670 - Francisco Fernandes e 13671 - Violante Gonçalves) (Mesma pessoa de nº 1555)
6836 - Gaspar Dias (+1667) (Mesma pessoa de nº 1556)
6837 - Maria Dias (+1699) (Mesma pessoa de nº 1557)
6838 - Domingos Gonçalves (+1664) (Mesma pessoa de nº 1558)
6839 - Francisca Diniz (+1675) (Mesma pessoa de nº 1559)
6896 - Manoel Francisco Lopes (*1600, +1674) - (filho de 13792 - Gaspar Francisco e 13793 - Catarina Lopes) (Mesma pessoa de nº 1552)
6897 - Maria Antônia (+1655) - (filha de 13794 - Francisco Diniz e 13795 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1553)
6898 - Gonçalo Teixeira (*16-01-1606, +1694) - (filho de 13796 - Antônio Teixeira e 13797 - Maria Dias) (Mesma pessoa de nº 1554)
6899 - Maria Francisca (*21-03-1618, +1654) - (filha de 13798 - Francisco Fernandes e 13799 - Violante Gonçalves) (Mesma pessoa de nº 1555)
6900 - Gaspar Dias (+1667) (Mesma pessoa de nº 1556)
6901 - Maria Dias (+1699) (Mesma pessoa de nº 1557)
6902 - Domingos Gonçalves (+1664) (Mesma pessoa de nº 1558)
6903 - Francisca Diniz (+1675) (Mesma pessoa de nº 1559)

12º avós

12992 - Francisco Jorge (Mesma pessoa de nº 6208)
12993 - Margarida Alves (+1632) (Mesma pessoa de nº 6209)
12994 - Gonçalo Lopes (+1631) (Mesma pessoa de nº 6210)
12995 - Margarida Alves (+1613) (Mesma pessoa de nº 6211)
13408 - Gaspar Francisco - (filho de 26816 - Francisco Jorge e 26817 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3104)
13409 - Catarina Lopes - (filha de 26818 - Gonçalo Lopes e 26819 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3105)
13410 - Francisco Diniz (+1628) (Mesma pessoa de nº 3106)
13411 - Maria Dias (+1610) (Mesma pessoa de nº 3107)
13412 - Antônio Teixeira (*SEC XVI, +1658) (Mesma pessoa de nº 3108)
13413 - Maria Dias (Mesma pessoa de nº 3109)
13414 - Francisco Fernandes (+1670) (Mesma pessoa de nº 3110)
13415 - Violante Gonçalves (+1659) (Mesma pessoa de nº 3111)
13664 - Gaspar Francisco - (filho de 27328 - Francisco Jorge e 27329 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3104)
13665 - Catarina Lopes - (filha de 27330 - Gonçalo Lopes e 27331 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3105)
13666 - Francisco Diniz (+1628) (Mesma pessoa de nº 3106)
13667 - Maria Dias (+1610) (Mesma pessoa de nº 3107)
13668 - Antônio Teixeira (*SEC XVI, +1658) (Mesma pessoa de nº 3108)
13669 - Maria Dias (Mesma pessoa de nº 3109)
13670 - Francisco Fernandes (+1670) (Mesma pessoa de nº 3110)
13671 - Violante Gonçalves (+1659) (Mesma pessoa de nº 3111)
13792 - Gaspar Francisco - (filho de 27584 - Francisco Jorge e 27585 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3104)
13793 - Catarina Lopes - (filha de 27586 - Gonçalo Lopes e 27587 - Margarida Alves) (Mesma pessoa de nº 3105)
13794 - Francisco Diniz (+1628) (Mesma pessoa de nº 3106)
13795 - Maria Dias (+1610) (Mesma pessoa de nº 3107)
13796 - Antônio Teixeira (*SEC XVI, +1658) (Mesma pessoa de nº 3108)
13797 - Maria Dias (Mesma pessoa de nº 3109)
13798 - Francisco Fernandes (+1670) (Mesma pessoa de nº 3110)
13799 - Violante Gonçalves (+1659) (Mesma pessoa de nº 3111)

13º avós

26816 - Francisco Jorge (Mesma pessoa de nº 6208)
26817 - Margarida Alves (+1632) (Mesma pessoa de nº 6209)
26818 - Gonçalo Lopes (+1631) (Mesma pessoa de nº 6210)
26819 - Margarida Alves (+1613) (Mesma pessoa de nº 6211)
27328 - Francisco Jorge (Mesma pessoa de nº 6208)
27329 - Margarida Alves (+1632) (Mesma pessoa de nº 6209)
27330 - Gonçalo Lopes (+1631) (Mesma pessoa de nº 6210)
27331 - Margarida Alves (+1613) (Mesma pessoa de nº 6211)
27584 - Francisco Jorge (Mesma pessoa de nº 6208)
27585 - Margarida Alves (+1632) (Mesma pessoa de nº 6209)
27586 - Gonçalo Lopes (+1631) (Mesma pessoa de nº 6210)
27587 - Margarida Alves (+1613) (Mesma pessoa de nº 6211)

Total de Ancestrais: 248
Nota explicativa da numeração: A primeira pessoa da relação tem sempre o número '1'. Em seguida, cada pessoa do sexo masculino tem um número par, que é calculado multiplicando-se o número de seu filho por 2. As pessoas do sexo feminino, por sua vez, têm um número ímpar, que é calculado somando-se 1 ao número do seu marido. Exemplo: O pai da pessoa de número 3 é a de número 6 (3 x 2) e a sua mãe é a pessoa de número 7 (2 x 3 + 1).
 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo