Início | Sobrenomes | Fotos | Livros | Outras Famílias
Fale Comigo   
Famílias
Sertanejas
Localização de pessoas 
   
  Memória: Nenhum nome memorizado. Sexta-Feira, 18-9-2020  

Relação dos Ancestrais de
Maria José Barros Costa

1 - Maria José Barros Costa - (filha de 2 - Léo Leite Costa e 3 - Albertina Barros Costa)

Pais

2 - Léo Leite Costa
3 - Albertina Barros Costa - (filha de 6 - Alfredo Barros e 7 - Maria Emília Barros)

Avós

6 - Alfredo Barros (*08-01-1865, +15-05-1910) - (filho de 12 - José Paulino Rodrigues de Barros e 13 - Anna Amélia Brasileira) Farmacêutico.
7 - Maria Emília Barros - (filha de 14 - Tito Passos de Almeida Rosas e 15 - Josefa Pedrosa de Almeida Rosas)

Bisavós

12 - José Paulino Rodrigues de Barros - (filho de 24 - José Felix Rodrigues e 25 - Maria da Conceição) Nasceu nos últimos anos da segunda década do século passado, em São Miguel, hoje município de Serra Talhada. Negociante em Floresta, o capitão foi o responsável pela construção de um açude que ficava ao poente da vila e que seria citado por Pereira da Costa em seus Anais (v. Francisco Alves de Carvalho). Esse açude, que muitos anos depois seria conhecido como “o açude de Manoel Olímpio”, serviu por muito tempo como praia aos florestanos. Com o envolvimento de Nogueira Paz na Rebelião da Serra Negra, o capitão José Paulino juntou-se aos amigos Serafim de Souza Ferraz e José Rodrigues de Moraes, tomando parte ativa nas lutas então travadas. Na vila, o capitão constituiu família. Casou-se com uma mulher da família Carvalho, de quem mais tarde se separou. Dessa união nasceu um filho, João Nepomuceno de Barros, que se tornaria conhecido por maestro João Paulino. Com sua segunda mulher, Anna Amélia Brasileira, o capitão José Paulino deixou mais cinco filhos. (Do livro de Leonardo Gominho, Floresta - uma Terra, um Povo).
13 - Anna Amélia Brasileira
14 - Tito Passos de Almeida Rosas (*23-03-1841, +08-04-1929) - (filho de 28 - Francisco José da Rosa e 29 - Teresa Maria de Jesus) Tabelião. Tabelião em Floresta - PE.
15 - Josefa Pedrosa de Almeida Rosas (*1839, +31-01-1915) - (filha de 30 - David Barbosa de Sá Pedrosa e 31 - Luísa Maria de Sá)

Trisavós

24 - José Felix Rodrigues
25 - Maria da Conceição Seria sobrinha do Capitão Barbosa, filha de José Nunes de Barros? (Nivaldo Carvalho).
28 - Francisco José da Rosa Tabelião. Tabelião em Tacaratu-PE.
29 - Teresa Maria de Jesus - (filha de 58 - José Felix Rodrigues e 59 - Maria da Conceição) Irmã de Francisco Barbosa Nogueira Paz.
30 - David Barbosa de Sá Pedrosa - (filho de 60 - João Barbosa de Sá e 61 - Helena Maria da Conceição) Foi vereador na vila de Floresta no final da década de 1860. Da Serra do Arapuá.
31 - Luísa Maria de Sá - (filha de 62 - Jerônimo de Souza Ferraz Neto) Conhecida como Lulu.

Tetravós

58 - José Felix Rodrigues (Mesma pessoa de nº 24)
59 - Maria da Conceição (Mesma pessoa de nº 25)
60 - João Barbosa de Sá - (filho de 120 - Antônio Barbosa de Sá e 121 - Angélica Maria da Conceição) Capitao.
61 - Helena Maria da Conceição - (filha de 122 - Antônio Manoel de Souza Ferraz e 123 - Dona Rosa) Morava no Riacho do Navio. Compraram o Angico de Antônio Barbosa de Sá.
62 - Jerônimo de Souza Ferraz Neto - (filho de 124 - Thomé de Souza Ferraz e 125 - Anna Maria do Nascimento)

Pentavós

120 - Antônio Barbosa de Sá
121 - Angélica Maria da Conceição
122 - Antônio Manoel de Souza Ferraz - (filho de 244 - Jerônimo de Souza Ferraz e 245 - Margarida de Souza da Silveira) Ajud. de mestre de campo.
123 - Dona Rosa
124 - Thomé de Souza Ferraz - (filho de 248 - Jerônimo de Souza Ferraz e 249 - Margarida de Souza da Silveira) Alferes. Foi testemunha na escritura de doacao da Fazenda Grande ao Senhor do Bom Jesus dos Aflitos, em 23.01.1776, onde hoje se encontra a cidade de Floresta, Pernambuco.
125 - Anna Maria do Nascimento (Donana).

Hexavós

244 - Jerônimo de Souza Ferraz (+20-05-1770) Foi o primeiro Ferraz que chegou a outrora FAZENDA GRANDE do Sertão de Pernambuco (depois Vila de Floresta e hoje FLORESTA), à margem direita do lendário Rio Pajeú (afluente seco do "Grande Rio" ou do Rio São Francisco).
245 - Margarida de Souza da Silveira (+1801)
248 - Jerônimo de Souza Ferraz (+20-05-1770) (Mesma pessoa de nº 244)
249 - Margarida de Souza da Silveira (+1801) (Mesma pessoa de nº 245)

Total de Ancestrais: 29
Nota explicativa da numeração: A primeira pessoa da relação tem sempre o número '1'. Em seguida, cada pessoa do sexo masculino tem um número par, que é calculado multiplicando-se o número de seu filho por 2. As pessoas do sexo feminino, por sua vez, têm um número ímpar, que é calculado somando-se 1 ao número do seu marido. Exemplo: O pai da pessoa de número 3 é a de número 6 (3 x 2) e a sua mãe é a pessoa de número 7 (2 x 3 + 1).
 
   
Início da Página Dados disponibilizados por Magno José de Sá Araújo © - e-mail: Magno José de Sá Araújo